eikonikos consultoria

Wirecard desabou nesta quinta-feira devendo aos credores quase  $4 bilhões, após a divulgação de um buraco em seus livros no que é até agora o pior escândalo contábil na Alemanha.

 

50038962227 d0cbdb6653
 

A empresa entrou com pedido de falência em um tribunal de Munique dizendo que, com 1,3 bilhão de euros (us$1,5 bilhões) em empréstimos devidos no final do mês a sua sobrevivência “não esta garantida”.

Sua implosão veio uma semana depois de EY, seu revisor oficial de contas, por mais de uma década, recusar-se a assinar as contas de 2019, forçando a saída do CEO  Markus Braun e levando Wirecard admitir que tem um rombo $2,1 bilhões.

 

EY disse que não tinha nenhum comentário imediato.

 

Wirecard é o primeiro membro do prestigioso índice DAX alemão a colapsar, apenas dois anos depois de ganhar um lugar entre as 30 empresas melhores cotadas neste índice, com uma avaliação de mercado de us $28 bilhões.

Os credores têm pouca esperança de voltar a ver os 3,5 bilhões de euros, que são devidos, dizem fontes familiarizadas com o assunto. Desse total, a Wirecard tem emprestado de 15 bancos 1,75 bilhões e emitiu 500 milhões de dólares em obrigações.

“O dinheiro já era”, disse um banqueiro. “Podemos recuperar alguns euros em um par de anos, mas o empréstimo irá ser escrito agora.”

O colapso da Wirecard, já classifica como a melhor empresa do setor financeiro na Alemanha, escancara a fragilidade do sistema.

EY enfrenta uma onda de processos judiciais em um escândalo que tem sido comparado ao enfrentado por  Arthur Andersenás , que era o CEO da companhia de energia Enron, nos EUA.

O escritório alemão de advocacia Schirp & Parceiro, disse que com a Wirecard agora marginalizada, eles irão representar contra EY ações de classe de acionistas e clientes.

“é assustador quanto tempo Wirecard AG foi capaz de operar sem ser denunciada pelos auditores,” sócio Wolfgang Schirp disse.

 

 

50036851751 e6a9e55920
 

Os negociadores da Wirecard foram removidos das conversas com instituições financeiras e outras instituições, por conta do escândalo agora tornado público.

Um segundo fonte próxima às negociações com os credores disse que, embora a empresa tivesse uma saudável núcleo, cerca de dois terços das vendas tinha sido falsificado em suas contas.

“não há a menor possibilidade que eles consigam pagar a sua dívida total de 3,5 bilhões de euros , mesmo com as ameaças legais,” disse a fonte sob condição de anonimato.

 

A Wirecard, que foi fundada em 1999 e é baseada em um subúrbio de Munique, foi marcada por denúncias de informantes, repórteres e especuladores que as suas receitas e os lucros tenham sido inflacionados com informações falsas.

 

Como isto afeta o Wirecard/Moip no Brasil?

 

Até onde verificamos, ainda não há pronunciamento oficial da Wirecard no Brasil sobre o caso, mas, em geral, as empresas operam sob pessoas jurídicas diferentes, e portanto, a operação brasileira não deve ser afetada.

 

Caso prefira buscar alternativas, há diversas empresas no mercado. Nós utilizamos o Mercado Pago, por ser uma operação já bastante consolidade no Brasil e na América Latina, e ter checkout transparente integrado a plataformas como o Shopify e Woocommerce.

 

---

nota: texto originalmente publicado na Reuters, com adaptações.

 

 

Woocommerce ou shopify

O comércio eletrônico cresce no Brasil a passos largos, e é estimado que em 2020 este salto seja ainda mais pronunciado. Quando um empreendedor começa a olhar para as opções de plataforma há diversas opções, como plataformas menores e que trazem uma solução única, como a problemática Gencomm.

woocomerce ou shopify?

A opção mais segura é ter uma loja e processar seus pagamentos em outra, desta maneira, você não fica refém de eventual má administração da plataforma.

Shopify vs WooCommerce: Qual é a melhor plataforma de comércio eletrônico para você?

Se você deseja começar no comércio eletrônico ou profissionalizar a sua "lojinha", já deve ter percebido que existem várias escolhas a serem feitas. Uma escolha crucial  é sobre a plataforma que você vai utilizar. Existem diversas opções no mercado mas a dúvida acaba caindo entre optar por Shopify ou WooCommerce. Praticamente 50% do e-commerce mundial utiliza uma dessas duas plataformas. Deve ser sem bons motivos, certo?

Mas quais são as diferenças entre plataformas de comércio eletrônico? É melhor escolher o Shopify ou o WooCommerce para o seu negócio?

A resposta está nos recursos que você acha que precisa para sua loja de comércio eletrônico. Depois de ter uma ideia clara do que você precisa e o que é melhor para o seu modelo de negócios específico, sua escolha se torna óbvia.

Ambas as plataformas são excelentes opções de comércio eletrônico que oferecem funcionalidades semelhantes. Mas qual delas tem mais recursos, é mais fácil, mais bonita visualmente, mais customizável, com melhor custo benefício? Qual plataforma atende às suas necessidades e vai te ajudar a bombar o seu e-commerce?

Sua escolha provavelmente dependerá das diferenças nos modelos e preços entre o WooCommerce e o Shopify.

O Shopify é fantástico para quem é iniciante no comércio eletrônico ou para quem deseja uma solução pronta para uso.

O WooCommerce é perfeito para quem deseja controle total sobre sua loja eletrônica e também quer o poder do WordPress.

Aqui na eikonikos nós utilizamos ambas e apesar de esclarecermos os prós e contras de cada uma, a decisão final é sua.

Este artigo é para te ajudar a acabar de vez com as suas dúvidas.

WooCommerce vs Shopify: uma visão geral

O WordPress é um CMS de código acessível projetado para publicação de conteúdo. Lançado em 2011, o WooCommerce é um plug-in de comércio eletrônico gratuito para WordPress que transforma seu site em uma poderosa loja de comércio eletrônico.

De acordo com a BuiltWith, mais de 3,8 milhões de sites usam o WooCommerce, tornando-a a plataforma mais popular no setor de comércio eletrônico. Um êxito devido à facilidade de uso, recursos avançados e opções de personalização ilimitadas.

O Shopify é um pouco mais antigo que o WooCommerce (foi lançado em 2004). Essa plataforma de origem canadense possui mais de 1 milhão de comerciantes e oferece uma série de recursos atualizados, graças às atualizações regulares.

Ao contrário do WooCommerce, o Shopify é uma plataforma proprietária paga (assinatura mensal + comissão sobre vendas). É uma plataforma altamente intuitiva e é considerada a referência para a qual todas as outras plataformas do setor de comércio eletrônico são comparadas hoje.

O Shopify é uma solução completa que permite criar uma loja on-line, gerenciar seus produtos e processar pagamentos usando um único serviço.Com o Shopify, você pode vender todos os tipos de produtos, incluindo itens físicos, downloads digitais, produtos enviados diretamente e até serviços. Se você possui uma loja física, pode integrá-la à sua loja Shopify graças aos seus dispositivos de ponto de venda.

Se você é novo no comércio eletrônico ou simplesmente deseja uma solução simples e pronta para usar, o Shopify é certamente uma opção sólida.

O WooCommerce é uma solução de código aberto , e permite que você administre uma loja online usando a plataforma WordPress que muitos conhecem e adoram. Para entender o WooCommerce, você precisa entender o WordPress. Esta plataforma de criação de sites de código aberto é extremamente popular, tão popular que estima-se que o movimente 28,9% da Internet, incluindo alguns dos maiores sites do mercado.

No entanto, ela não foi construído especificamente com o comércio eletrônico em mente. Em vez disso, ele foi projetado para ser uma solução completa para criar e gerenciar conteúdo com um site dinâmico. Parte do motivo pelo qual o WordPress é um CMS tão popular é porque ele possui um extenso ecossistema de complementos chamados plugins. Esses plug-ins estendem a funcionalidade do WordPress de maneiras novas e interessantes, permitindo que ele faça muito mais do que apenas publicar postagens no blog.

É aí que entra o WooCommerce. Este plug-in do WordPress que adiciona uma série de recursos de comércio eletrônico a qualquer site do WordPress, incluindo itens como carrinho de compras, páginas de produtos, gerenciamento de inventário etc.

Aqui está o que você precisa saber:

O painel do Shopify facilita o entendimento da atuação do seu estabelecimento, bem como dos problemas que você precisa conhecer. Também é fácil ajustar configurações como remessa, impostos, recepção de novos pedidos, devolução e muito mais.

Por exemplo, caso você adicione um produto à sua loja do Shopify, todas as opções estão disponíveis em um único painel para que você não precise visitar vários pontos no seu painel ao adicionar novos produtos. Isso significa que você não precisa procurar em vários lugares todas as coisas que precisam ser incluídas (descrição, especificações, remessa etc.) ao lançar novos produtos no mercado.

Se a tecnologia lhe intimida, o Shopify faz tudo o que pode para facilitar as coisas.

SUPORTE AO CLIENTE

Como o Shopify quer ser uma solução completa, eles fazem grandes esforços para oferecer atendimento ao cliente de primeira classe. Você pode entrar em contato com um especialista em atendimento ao cliente a qualquer momento, 24 horas por dia, 7 dias por semana, por telefone, email ou chat ao vivo.

Eles também têm uma extensa base de conhecimento que contém soluções para muitos dos problemas mais comuns.

Se você está preocupado em ficar preso ou encontrar um problema, o Shopify quer tranqüilizar sua mente.

SHOPIFY SEO

Práticas básicas de SEO, como metadados e cópia do site, não são problema no Shopify. Supondo que você esteja adicionando descrições suficientes para produtos, cópia da página inicial e outros itens relacionados ao SEO, tudo bem.

E quando se trata de design, os temas do Shopify têm uma reputação de código limpo e estruturas de vinculação naturais, importantes para os rankings de pesquisa.

Como as lojas do Shopify estão hospedadas em sua enorme infraestrutura, as páginas são carregadas rapidamente, o que é outro elemento importante para o SEO.

A única desvantagem é que, se você deseja adicionar um blog, ele precisa ser hospedado em terceiros como o WordPress.

WooCommerce

TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE WOOCOMMERCE

Agora que você tem uma ideia sólida do Shopify, vamos explorar o WooCommerce. Este plugin oferece as mesmas funções do Shopify com uma vantagem importante: controle.

Como as lojas do Shopify são construídas na plataforma do Shopify, você é limitado no que pode fazer. Você está limitado aos temas e às opções de venda. Com o WooCommerce, por outro lado, suas opções são quase ilimitadas porque você está construindo na plataforma WordPress, que possui milhares de temas e plugins, os quais podem aprimorar sua loja.

Com o Shopify, você não é o proprietário do seu site. Você obtém seu próprio URL e economiza a taxa de hospedagem, mas está restrito apenas ao que o Shopify permite. Essa abordagem direta funciona bem para iniciantes em comércio eletrônico (e empreendedores preguiçosos), mas não para aqueles que preferem uma abordagem prática.

Por outro lado, o WordPress e seu plugin de comércio eletrônico são ferramentas para facilitar a construção de seu próprio site. Você tem muito mais opções, vastas bibliotecas de plug-ins para personalizar seu site e mais controle em geral - especialmente no que diz respeito ao design do site, que discutiremos abaixo.

Pense assim: você está construindo uma casa e precisa escolher entre duas equipes de construção. Um permite que você projete os planos da maneira que desejar, mas o outro vem com um arquiteto rígido que diz o que você pode ou não fazer.

OPÇÕES DE PROJETO

O WooCommerce foi projetado para funcionar com a maioria dos temas do WordPress, o que significa que a suas opções de design são essencialmente infinitas. Existem muitos temas gratuitos disponíveis e milhares de temas premium de alta qualidade para você escolher. Se você já tem um site WordPress e um tema que você gosta, o plugin de comércio eletrônico provavelmente pode trabalhar com ele. Se você está apenas começando, escolha um tema que anuncia a compatibilidade do WooCommerce para garantir que todos os seus recursos de comércio eletrônico sejam exibidos corretamente.

Existem temas criados especificamente para o comércio eletrônico. Portanto, se você estiver com problemas para selecionar um tema, sempre será uma opção sólida. O Storefront Theme é o tema oficial do WooCommerce e é uma ótima opção para sua loja de comércio eletrônico.

Embora o Shopify tenha uma variedade impressionante de temas, o WooCommerce pode ser incorporado a qualquer tema do WordPress, além de sua própria biblioteca. Isso oferece muito mais variedade, não apenas no design do modelo, mas nos recursos do site.

Pense nisso. Com o WooCommerce, você pode integrar qualquer plugin do WordPress ao seu site de comércio eletrônico. Isso cria uma seleção quase infinita de possibilidades.

Obviamente, isso significa que você precisa dedicar mais tempo à criação do seu site, e nem todos os plug-ins são gratuitos. A maioria dos temas do Shopify é bem projetada e, se você não deseja mexer com o design, o Shopify pode ser uma opção melhor.

Melhor plataforma única para executar sites de comércio eletrônico e afiliados sob o mesmo teto. Design e temas impressionantes, com recursos suficientes para vender e integrações para automação de marketing.

OPÇÕES DE PREÇOS

O WooCommerce e o WordPress são gratuitos. No entanto, você precisará comprar algumas coisas, como hospedagem na web, um nome de domínio, um tema (se você escolher um premium) e quaisquer plugins premium que você possa usar.

Além disso, você precisará levar em consideração as taxas de transação do seu gateway de pagamento. Felizmente, eles só entrarão em vigor quando você fizer uma venda.

Quando se trata de preço, o plugin é, pelo menos inicialmente, a alternativa mais barata. No entanto, se você começar a comprar temas e plugins premium, seus custos subirão. Dependendo do plano do Shopify, você pode acabar pagando aproximadamente o mesmo valor.

CARACTERÍSTICAS

O WooCommerce pode fazer qualquer coisa que o Shopify possa fazer, e mais ainda. Embora ele não tenha necessariamente todos os recursos que o Shopify possui, você pode ter certeza de que alguém desenvolveu um plug-in para qualquer recurso necessário e provavelmente haverá várias opções diferentes para escolher. Você encontrará plug-ins para tudo, desde a funcionalidade de carrinho abandonado ao gerenciamento de inventário. Você pode ajustar sua página de checkout e adicionar recursos sofisticados de automação de marketing. Se houver necessidade, há um plug-in. Caso você precise de alguma funcionalidade muito específica e não exista um plug-in, você descobrirá que há um oceano de desenvolvedores experientes do WordPress que ficaria feliz em criar esse plug-in para você.

Se você deseja vender no Facebook, implementar marketing por email ou estudar o comportamento de seus clientes, o WooCommerce pode fazê-lo.

Aqui está o que você obterá com o WooCommerce:

O WooCommerce faz muito de imediato e é grátis. Os principais recursos gratuitos são muito semelhantes aos planos pagos do Shopify. Isso pode parecer uma opção muito mais acessível, e pode ser muito bem, mas você deve estar ciente do fato de que, para obter recursos avançados de comércio eletrônico, você pode comprar plug-ins pagos.

FÁCIL DE USAR

Depois de concluir as etapas iniciais de configuração de um site WordPress, trabalhar com o WooCommerce é tão fácil quanto trabalhar com o Shopify.

A configuração inicial não é difícil, mas demora um pouco mais que a outra e envolve alguns pequenos detalhes técnicos. Se você se sentir desconfortável com relação à tecnologia, poderá ter problemas nesta etapa, mas não é realmente difícil.

Para iniciar o WooCommerce, você precisa:

  1. Compre seu nome de domínio.
  2. Compre hospedagem na web.
  3. Instale o WordPress.
  4. Instale o plugin WooCommerce.
  5. Instale quaisquer plugins adicionais necessários.

Se isso o intimida, existem empresas de hospedagem especializadas em WordPress que cuidam de tudo para você. Algumas empresas ainda têm opções de instalação de WordPress e WooCommerce com um clique, o que significa que você pode colocar sua loja em funcionamento com o mínimo de trabalho técnico.

Assim que seu site e estiver funcionando, você será direcionado a um assistente de configuração. Isso ajudará você a configurar itens como configurações de moeda, opções de envio, gateways de pagamento e muito mais.

E, como o Shopify, o WooCommerce facilita a adição de novos produtos. Geralmente, isso pode ser feito com alguns cliques, o que significa que você não precisa gastar horas tentando inserir novos produtos em sua loja de comércio eletrônico.

APOIO, SUPORTE

Uma desvantagem do WooCommerce é que, diferentemente do Shopify, o WooCommerce não possui uma equipe que a possa ajudar ou central de suporte ao cliente. No entanto, isso não significa que você não encontre soluções para seus problemas.

Como o WooCommerce é um plugin do WordPress, você pode obter suporte em seus fóruns ou criando uma conta gratuita no WooCommerce.com.

Além disso, como o WordPress e o WooCommerce são de código aberto, os desenvolvedores que criam os temas e plugins estão disponíveis para suporte, se você tiver algum problema.

WOOCOMMERCE SEO

Essa é uma maneira pela qual o WooCommerce supera significativamente o Shopify. Sem dúvida, o WordPress é a melhor plataforma para blogs, o que lhe confere uma vantagem significativa para o SEO. De fato, não é incomum os sites do Shopify hospedarem seus blogs externamente no WordPress. Usar um site WooCommerce no WordPress significa consolidar esses dois segmentos cruciais da mesma marca.

Os recursos de blog do WordPress englobam um CMS abrangente para gerenciamento de conteúdo e preocupações específicas de SEO, como metadados. Novamente, um bom SEO exige esforço, mas com o plugin de e-commerce do

Se você escreve um excelente conteúdo do blog para as palavras-chave corretas, pode aparecer na primeira página do Google em pesquisas específicas, o que pode gerar uma enorme quantidade de vendas de comércio eletrônico.

Então, quem você deve escolher?

Por fim, a escolha entre o Shopify e o WordPress se resume ao que deseja da sua loja de comércio eletrônico.

Vamos dividir assim:

Você deve usar o Shopify…

ESCOLHER WOOCOMMERCE SE…

O WooCommerce é uma plataforma que tira proveito da plataforma WordPress extremamente popular e poderosa. Por esse motivo, você obtém acesso a milhares de temas e plug-ins que podem realmente fazer sua loja de comércio eletrônico brilhar.

Em termos de comércio eletrônico, o WooCommerce pode fazer tudo o que o Shopify pode, incluindo cupons, frete, impostos e muito mais. Você também tem significativamente mais opções de SEO à sua disposição com o WooCommerce.

Uma preocupação importante a considerar no WooCommerce, com a qual você não precisa se preocupar com o Shopify, é escolher o provedor de hospedagem certo para o seu site. O Shopify lida com isso para você, mas você deve ter certeza de encontrar um host WordPress experiente que esteja familiarizado com as necessidades técnicas, de segurança e de manutenção exclusivas dos sites WordPress. No mundo da hospedagem na web, você geralmente recebe o que paga, por isso não negocia algo tão importante quanto a hospedagem de comércio eletrônico.

Você deve usar o WooCommerce…

WooCommerce vs Shopify: Perguntas frequentes

Qual plataforma é mais escalável, WooCommerce vs Shopify?

O WooCommerce é mais escalável a longo prazo, porque você tem o controle e a personalização finais do seu site. No entanto, pode ser mais caro que o Shopify. O Shopify é extremamente escalável, com uma escolha de planos e aplicativos para impulsionar o crescimento, mas é mais estruturado em seus recursos.

Plataformas como o Shopify trazer a facilidade de uso, enquanto plataformas como o plugin do WordPress para e-commerce permite melhor controle de integrações, de pagamento, e que monte uma loja de e-commerce exatamente como deseja. Lembre-se que o e-commerce irá crescer ainda muito em 2020. Montar uma loja pode ser uma decisão sábia para desenvolver o seu negócio.

Quem tem aplicativos melhores?

Tecnicamente, o WooCommerce tem uma gama mais ampla de plug-ins que o Shopify, mas eles não são todos confiáveis. O Shopify possui mais de 2.200 aplicativos em sua App Store, e você tem a garantia de que todos são compatíveis com o seu site - além de serem seguros para instalar.

O único porém com o Shopify é que os preços dos plugins podem encarecer bastante o custo de manutenção da loja. Ainda que no Shopify seja previsível o quanto irá ter que dispor de pagamento mensal, a plataforma de e-commerce do WordPress permite um melhor perfil de investimento.

Você pode migrar sua loja entre o Shopify e o WooCommerce?

Sim! Você pode migrar seu site do WooCommerce para o Shopify e vice-versa. Embora a troca possa não ser ideal, não é impossível - você pode até automatizar todo o processo, o que ajudará a evitar dores de cabeça.

Você pode usar o WooCommerce ou o Shopify gratuitamente?

Você pode experimentar o Shopify gratuitamente por 14 dias, mas precisará se inscrever em um plano pago. O WooCommerce é gratuito, mas você ainda gasta dinheiro com hospedagem, segurança, domínios e muito mais - portanto, faça um orçamento para o que escolher.

É possível assinar o Shopify com nosso link e testar o aplicativo por 14 Dias. Além disto, o Shopify permite integrações fáceis com diversos meios de pagamento

Formas de Pagamento aceitas

Tanto o Shopify quanto o plugin para o seu e-commerce permitem a integração de pagamento com diversas plataformas, que torna uma loja mais atrativa para o cliente.

Vamos falar sobre preços.

Quanto custam o WooCommerce e o Shopify?

Com o Shopify você tem preços definidos para o seu e-commerce , enquanto o WooCommerce este preço depende desta série de fatores. Os preços do Shopify variam de US $ 29 a US $ 299 por mês. Você desbloqueia recursos mais avançados, como relatórios profissionais, ao assinar um plano superior (e mais caro). O WooCommerce é gratuito, mas possui custos extras, incluindo hospedagem, nome de domínio e segurança.

Sabemos que essa é uma das perguntas mais importantes em qualquer comparação entre WooCommerce e Shopify.

O difícil é que não há maneira fácil de escolher um vencedor. Ambos têm modelos de preços muito diferentes. O preço do Shopify é muito mais claro. Com o Shopify, aquilo que você vê é o que você paga.

Vamos dar uma olhada nos três principais planos do Shopify e quanto eles custam:

Além de aplicativos ou temas premium que é possível comprar, é isso que inclui sua fatura mensal. Sem extras escondidos, sem surpresas desagradáveis. O Shopify é uma plataforma de comércio eletrônico pronta para uso pronta para uso . O shopify torna fácil prever o quanto será necessário investir no seu comércio eletrônico.

Você pode economizar dinheiro com o Shopify assinando um plano anual ou mesmo de dois anos.

Não importa quanto tempo você se inscreva, você ainda recebe a mesma quantidade de recursos pelo seu dinheiro. A partir de US $ 29 / mês, você obtém tudo o que precisa para administrar uma loja de comércio eletrônico em pleno funcionamento!

Como o WooCommerce é executado no WordPress, que é uma plataforma auto-hospedada, você terá que pagar pela hospedagem separadamente. Se você precisa de hospedagem para um comércio eletrônico, é importante que utilize uma hospedagem de qualidade, com certificado de segurança incluso e com um servidor otimizado para comércio eletrônico, como o que oferecemos para nossos clientes aqui na Eikonikos.

Honestamente, WooCommerce e Shopify são opções excelentes para a construção de sua loja de comércio eletrônico. Se você já conhece o WordPress, pode achar a curva de aprendizado no WooCommerce mais agradável do que aprender os meandros de um CMS completamente novo, como o Shopify.

Qualquer que seja a sua escolha, o resultado final ainda será uma loja de comércio eletrônico totalmente funcional que pode aceitar pagamentos e processar pedidos.

Portanto, a verdadeira questão é: "O que está esperando?" Devo escolher o Shopify ou o Woocommerce?

O mundo precisa de outra Amazon. Vá criar a sua!

Use nosso link de crédito para o Shopify ? https://rplg.co/c21ffdc0

e teste este e-commerce gratuitamente por 14 dias.

Anúncios no Google para Loja Virtual - Comece aqui

 

Escolher a melhor forma de fazer publicidade para o seu e-commerce pode ser um quebra-cabeças à parte. Você só queria montar uma loja virtual mas se pega envolvido em um bololô de necessidades técnicas-digitais que fazem muitos empreendedores pensarem em desistir ou pelo menos pôr fogo no computador. 

Quando se fala em publicidade a  cada dia surgem novas possibilidades, técnicas e ferramentas. São muitas opções e opiniões distintas (cuidados com os aventureiros do marketing digital que acabam desinformando e confundindo), entretanto, há mais de 20 anos os anúncios gráficos ainda dominam o borogodó.

A publicidade gráfica consiste em anúncios visuais, geralmente chamados de "banners", que podem ser vistos em sites, aplicativos e mídias sociais e podem vir na forma de texto, imagem, vídeo ou animação. A publicidade gráfica oferece uma entrada de funil mais larga, pois são mostradas a usuários que não procuram explicitamente por algo.

Sh3V9HiF3gy0paCEPOJj
 

Seu anúncio pode aparecer enquanto assistem a um vídeo sobre como fazer um bife wellington ou enquanto pesquisam hotéis. Devido à sua flexibilidade e alcance, a publicidade gráfica é uma ótima ferramenta para aumentar o reconhecimento da marca e, ao mesmo tempo, ser uma opção de publicidade relativamente barata.

 

Por onde começar? Pelo "Dono" da Internet, o  Mr Google!

 

Basicamente são duas as principais formas de fazer anúncios gráficos: Google Display Network (GDN) e Programmatic Advertising. 

Calma que não é complicado.

 

O que é o Google Display Network?

O Google Display Network faz parte da plataforma do Google Ads e permite que os usuários coloquem anúncios gráficos em uma rede de sites que suportam e distribuem a publicidade. Esta rede foi  criada para ajudar você a encontrar o público certo. Suas opções de segmentação permitem mostrar estrategicamente sua mensagem aos clientes em potencial no lugar certo e na hora certa. 

Como o Google é dono da Internet, seu anúncio pode aparecer em qualquer lugar, de um site a vídeos do YouTube ou Gmail. Segundo o Google, a Rede de Display atinge mais de 90% dos usuários globais da Internet, expandindo-se em 2 milhões de sites!

h4LjUB1G4MvteU5deNeP
 

Por meio da GDN, você pode segmentar públicos-alvo usando palavras-chave ou tópicos, pessoas com maior probabilidade de se interessar por seus produtos, ajudando-o a encontrar novos clientes em potencial. Você também pode usar dados, como listas de remarketing, para ajudar a envolver novamente as pessoas que visitaram seu site anteriormente. Mas eles também oferecem públicos-alvo in market e de afinidade. O público-alvo in market é baseado em usuários que podem estar pesquisando ou considerando ativamente produtos como específicos, como ingressos para uma peça de teatro. 

Como alternativa, o público-alvo de afinidade categoriza os usuários com base em suas paixões, hábitos e interesses de longo prazo, por exemplo, time de futebol ou hobby como jardinagem. Além disso, eles oferecem públicos-alvo semelhantes, o que leva a encontrar usuários com padrões de pesquisa semelhantes que ainda não podem se enquadrar no público-alvo no mercado ou de afinidade. Isso oferece aos anunciantes um grande pool para trabalhar ao definir um público-alvo. 

A segmentação automatizada ajuda você a obter mais conversões, encontrando públicos-alvo de alto desempenho com base nos públicos-alvo e na página de destino existentes. Ao otimizar automaticamente ao longo do tempo, o Google Ads pode aprender quais públicos-alvo funcionam para você. O lance automatizado ajusta automaticamente seu lance para ajudar você a atingir seu retorno do investimento. As campanhas de exibição inteligente combinam o melhor da segmentação automatizada, lances e peças criativas para maximizar suas conversões no Google Ads. 

No Google Display Network é possível configurar o público, localização e orçamento. Dentro dessas configurações, você pode determinar sua estratégia de lances. Dependendo do que você escolher, isso pode significar que você faça lances manuais para determinar o valor máximo a pagar por mil impressões ou permite que o Google controle os lances para obter o máximo de cliques ou conversões.


 

 

A GDN tem várias estratégias de lances disponíveis, incluindo custo por clique, custo por aquisição ou custo por mil impressões (CPM). Por outro lado, Programmatic Advertising permite apenas o CPM, e a maioria das listas de públicos-alvo de terceiros terá uma marcação no CPM para usar suas listas. A maioria dos DSPs exigirá um gasto mínimo de US $ 5 mil a US $ 10 mil por mês para explicar essa complexidade.

A criação de anúncios na GDN é parcialmente automatizada com anúncios responsivos. Para criá-los, basta inserir o texto do anúncio, adicionar suas imagens e logotipo, e o Google otimizará seus anúncios para melhorar o desempenho. Usuários novos e avançados se beneficiam de anúncios responsivos porque são exibidos como anúncios "nativos".  Você pode fazer o upload de anúncios como imagens em tamanhos diferentes ou HTML5. 

 

Lances

 

Para aumentar o impacto de uma configuração de segmentação específica, ajuste o lance para ela. Por exemplo, se a exibição do seu anúncio é particularmente importante para você mães de primeira viagem (pois você vende enxovais), use ajustes de lance para aumentar seu lance. É importante ser extremamente cuidadoso ao definir seu orçamento. Comece pequeno, com uma quantia com a qual você se sinta confortável em testar.

A criação de uma nova campanha de exibição tem tudo a ver com orçamentos. Por exemplo, se você tiver uma ótima lista de canais gerenciados, aloque mais do seu orçamento para essa campanha e separe os diferentes canais em seus próprios grupos de anúncios, para que você possa alocar mais dinheiro nos grupos de anúncios que contêm o canal, proporcionando o melhor retorno.

Quando a audiência certa é encontrada o  o céu passa a ser o limite. 

 

Quando os anúncios são exibidos

 

Embora os anúncios veiculados pela GDN possa alcançar pessoas quando elas já estão pesquisando bens ou serviços específicos, pode ajudar você a capturar a atenção de alguém no início do ciclo de compras. Você pode colocar seus anúncios na frente das pessoas antes que elas comecem a pesquisar o que você oferece, o que pode ser essencial para sua estratégia geral de publicidade. Você também pode lembrar às pessoas o que elas estão interessadas, como no caso de remarketing para pessoas que já visitaram seu site ou aplicativo. 


 

 

Alcance

 

"Alcance" é o número de 'impressões possíveis' que se encaixam nas suas configurações de segmentação. Geralmente, sempre que você adiciona uma nova camada de segmentação, você reduz ainda mais o alcance potencial de seus anúncios. Por exemplo, se você configurar a segmentação para mulheres que procuram ativamente comprar uma casa (ou seja, "Informações demográficas: sexo: feminino" "Público-alvo: no mercado: imóveis"), seus anúncios terão um alcance mais restrito do que se você segmentar todas as pessoas no mercado para imóveis.

No entanto, adicionar itens adicionais a um determinado tipo de segmentação ampliará seu alcance. Por exemplo, se você tem segmentação para São Paulo e adiciona a segmentação para Curitiba, seu alcance se expande. 

 

Remarketing

 

Para aqueles que não conhecem o remarketing, é basicamente quando você faz um cookie no seu site para que seus anúncios apareçam em vários sites. Funciona porque as pessoas para as quais seus anúncios aparecerão já demonstraram interesse genuíno em seus negócios (porque já visitaram o site).

O remarketing é usado para manter seus visitantes envolvidos, completando todo o círculo de engajamento. O remarketing é sempre uma boa estratégia. Seus CPAs geralmente são muito mais baixos, você mantém as pessoas envolvidas. É a melhor maneira de otimizar seus anúncios gráficos do Google. 

 

Métricas

 

Google Ads permite avaliar o desempenho de suas metas. Veja quais páginas da web exibem seus anúncios, quais anúncios geram mais cliques e quais sites oferecem mais valor pelo menor custo. 

 

Conclusão

 

O Google Display Network oferece uma maneira fácil e econômica de publicar seus  anúncios gráficos. Esta é a opção perfeita para pequenos e médios e-commerce com orçamentos menores e segmentação menos complexa. A plataforma fez um ótimo trabalho ao fornecer públicos de in market e de afinidade, além da capacidade de criar facilmente públicos de remarketing.

 

Você pode fazer as suas campanhas sozinho utilizando a plataforma Google mas se precisar de ajuda com isto, entre em contato conosco. O seu e-commerce é o nosso negócio!

 

Ao seu sucesso;

 

Como melhorar os resultados de e-mail de recuperação de carrinho abandonado

Você investe em anúncios, se preocupa com todos os detalhes do seu e-commerce e ainda assim se depara com uma enorme quantidade de carrinhos abandonados. Nós sabemos o que se passa na sua cabeça. "O que será que estou fazendo de errado?"

Neste momento surgem sentimentos de impotência e frustração e o empreendedor digital vê o seu ânimo abalado. 

 

Calma, não tem nada de errado com a sua loja virtual. Cerca de 70% dos carrinhos chegam a ser abandonados, o que significa que estes clientes não irão finalizar a compra por algum motivo. Os usuários móveis são ainda mais inclinados a não concluir o check out, quando comparados a usuários de desktop.

 

As razões que fazem o seu cliente abandonar o carrinho são várias:

    • Taxas e custos de envio encareceram a compra

    • Erros ou falha no processo de pagamento

    • Processo de check out longo e/ou demorado

Mas estes não são os únicos motivos. Muitos de seus clientes podem simplesmente acabar se distraindo e esquecendo de finalizar o processo de compra.

 

Não importa qual seja o motivo do carrinho abandonado, de qualquer forma é uma importante perda de receita. 

A pergunta é: como melhorar os resultados de e-mail de recuperação de carrinho abandonado e  recuperar parte dessa receita quase perdida? 

A boa notícia é que a taxa de abertura de e-mail de recuperação de carrinho tem uma excelente abertura, cerca de 45% em comparação a campanhas de e-mail padrão.

 

1.Seja ágil

Lembre-se de que muitos usuários estão ativamente no processo de tomada de decisão quando adicionam algo ao carrinho. Isso significa que, se você não alcançá-los rapidamente e conseguir converter, há uma grande chance de que o seu visitante te abandone para sempre e não torne-se seu cliente.

Os e-mails de carrinho abandonado precisam ser incrivelmente rápidos por causa disso, sendo exibidos na caixa de entrada do usuário não mais de 24 horas após a adição de um item ao carrinho que ele não comprou. Isso pode variar de acordo com o setor em que você está, mas no geral, os tempos de resposta rápidos serão os melhores.

Configure um autorresponder acionado para enviar um email no mesmo dia em que os usuários abandonam o carrinho, mostrando idealmente o produto que eles deixaram para obter melhores resultados.


 


 

 

2. Oferta e Urgência

Carrinhos são abandonados por diversos motivos e uma forma de fechar a venda é oferecer um cupom de desconto por tempo limitado. Você não precisa necessariamente abaixar o preço do seu produto. Você também pode oferecer frete grátis, testes gratuitos, devoluções gratuitas e brindes para produtos ou amostras adicionais. 

Talvez o usuário precise de apenas um incentivo para concluir a compra. Quando você limita o tempo da sua oferta aciona o gatilho da urgência, e aumenta a possibilidade de essa venda ser convertida.

 

3. Mostre dados

Antes de finalizar uma compra, usuários buscam pelo maior número possível de informações. Use isso a seu favor. Quando você mostra aos clientes o produto que eles deixaram para trás, tristes e sozinhos no carrinho, mostre também a classificação geral do produto.

Essa pequena alteração  pode ser poderosa. Você pode mostrar ao seu visitante quantas pessoas compraram o produto abandonado, demonstrando como é avaliado ou tabelas comparativas.

Dados simples e visuais com certeza ajudam os indecisos a tomarem uma decisão.

 

4. Mostre outras opções

Às vezes, um usuário pode ter concluído que o  produto abandonado não atenda as suas necessidades ou ainda, pode ser que apenas estejam com dúvidas. 

Além de mostrar o produto abandonado no carrinho, mostre também outros produtos que podem ser relevantes.

Existe a possibilidade de os usuários verem o produto que eles deixaram, decidirem converter e ver outra recomendação e comprá-lo também.Ver outros produtos semelhantes pode ajudá-los a encontrar o que estavam procurando. A inclusão da seção "Você também pode gostar" pode ser útil para garantir que eles conheçam todas as suas opções e aumentem a probabilidade de uma compra.

 

Como no exemplo da Drogaria São Paulo, mostre as facilidades de pagamento.


 

 

5. Chame a  atenção ... Educadamente

Uma leve "cutucada" no assunto do e-mail em forma de uma chamada discreta para o cliente é eficaz para aumentar os resultados do e-mail de recuperação do carrinho abandonado, especialmente se você o colocar na linha de assunto.

Cy9CiFBNu4RyShB9W6wM
 

“Você ainda está procurando mochilas da Frozen?”  Perguntas personalizadas são envolventes e desperta uma curiosidade para prestar atenção no que você tem a dizer. 

Algumas marcas são criativas e seguem a linha do humor com mensagens tipo "Parece que seu 4G caiu" 

 

Não existe uma forma correta de escrever o seu e-mail de recuperação de carrinho. A escrita deve ter a cara da sua marca e estar condizente com o seu branding e sim, fazer testes é imprescindível. Você só não pode ficar de braços cruzados diante dos seus carrinhos abandonados. 

 

Considerações finais

Os carrinhos abandonados recuperados são uma enorme fonte potencial de receita para as marcas, e são uma maneira fácil de envolver novamente o público de alta intenção que provavelmente teria escorregado entre seus dedos. 

Estes e-mails são fáceis de configurar com base no autorresponder e não precisam de copy complexa. Se você não estiver agindo para recuperar carrinhos abandonados, está perdendo entrada de receita para o seu negócio.

Aumente as suas chances de conversão e de aumento no seu lucro com táticas simples - porém indispensáveis - para o sucesso do seu e-commerce.

 

A propósito, se você precisar de ajuda com sua estratégia de recuperação de carrinho, entre em contato conosco. O seu e-commerce é o nosso negócio.

 

 

Ao seu sucesso!

 

Uma lista com 37 dados estatísticos para te ajudar a traçar estratégias para o seu e-commerce.

 

O seu e-commerce não existe no vácuo - faz parte de um  ecossistema mundial. É por isso que você precisa entender o contexto mais amplo como uma maneira de tomar decisões de alta qualidade - em última instância isto significa aumento de vendas.

Olhar para as estatísticas te ajudam a entender o cenário e otimizar o seu e-commerce. No quesito dados (e também em volumes absolutos) ainda estamos longe dos americanos, por isto vale a pena olhar para os números deles para usarmos como referência.

 


 

?Envio e entrega

- 79% dos consumidores dos EUA afirmaram que a entrega gratuita aumentaria a probabilidade de comprar on-line. (Walker Sands)

- 54% dos clientes nos EUA com menos de 25 anos afirmaram que a entrega em dia é sua principal força motriz na compra. (Walker Sands)

- Apenas 15% dos clientes norte-americanos afirmaram que os varejistas on-line oferecem constantemente opções de entrega que atendem às suas expectativas de velocidade de entrega, em comparação com 30% que relatam o mesmo para a Amazon. (Walker Sands)

- 83% dos compradores on-line dos EUA contam com conversas regulares sobre suas compras. (Narvar)

- 53% dos compradores on-line dos EUA não compram um produto no caso de não entenderem quando ele chegará. (Narvar)

Seu cliente quer agilidade!

 

De acordo com Walker Sands, “O transporte rápido é uma força motriz essencial para compras on-line. A oportunidade mais importante para marcas e varejistas consiste em ser eficiente na cadeia de suprimentos.

 

Estratégias a serem avaliadas:

• Oferecer transporte gratuito acima de um limite de compras.

• Parceria com uma empresa de logística, por exemplo, nos Estados Unidos a iloveplum aumentou seu valor médio de pedidos em 97% por meio de parceria com uma empresa 3PL ShipBob, que lhes permitiu oferecer transporte gratuito nos EUA para pedidos acima de US $ 40. Em resumo, em matéria de transporte rápido e sem restrições, você precisa dedicar algum tempo para satisfazer as expectativas de seus clientes.

 

? Devoluções

- 42% dos compradores on-line dos EUA recuperam um item oferecido on-line nos últimos seis meses. (Narvar)

- 63% dos compradores on-line dos EUA declararam que agora não comprariam se não encontrassem a política de devolução. (Narvar)

- Quase 70% dos compradores on-line dos EUA disseram que a devolução se tornou “limpa” ou “muito fácil”, e 96% comprariam novamente, principalmente com base nessa experiência. (Narvar)

- 59% dos consumidores on-line dos EUA disseram que precisam receber notificações sobre a fama de seu reembolso. (Narvar)

 

Fique atento:  Os clientes on-line esperam uma maneira fácil de devolver o que compraram.

Os retornos são parte integrante do comércio eletrônico. Não há como fugir disto. Afinal, os seus clientes não podem ver, tocar ou experimentar os produtos antes de comprá-los - eles estão baseando sua decisão na fotografia do produto. É inevitável que, de vez em quando, o produto não satisfaça a necessidade conforme o esperado, e geralmente existe a possibilidade de um erro de fabricação ou dano durante a entrega.

 

Ações simples para diminuir as devoluções de vendas online:

• Empacote sua mercadoria com cuidado para protegê-los de danos.

• Exiba estatísticas precisas sobre sua mercadoria nas páginas dos produtos.

• Ajude os clientes a discernir se um produto é o que ele espera, fornecendo registros adicionais na página do produto (por exemplo, tabelas de tamanhos de roupas).

• Você deve tornar o mais fácil possível para o cliente voltar ou alternar um objeto com o qual agora não está satisfeito. Isso consiste em tornar sua política de retorno fácil de reconhecer e localizar. Seus clientes não precisam vasculhar todo o site para descobrir.  Exiba-o com destaque para garantir a seus clientes que, se algo der errado, será fácil resolver..

 

?Abandono de carrinho 

- 58,6% dos clientes on-line nos EUA abandonam um carrinho porque "Estava apenas navegando / não estava pronto  para comprar." (Baymard Institute)

- O principal motivo pelo qual os clientes on-line nos Estados Unidos abandonam um carrinho durante a compra é:  a necessidade de criar uma conta e um processo complexo de checkout (estes são os resultados da pesquisa após adiar o segmento “Eu estava navegando / não estava pronto para comprar”). (Instituto Baymard)

- A taxa média comum  de carrinho abandonado é de 15,21% e o preço de clique comum é de 21,12% para os clientes do SmartrMail. (SmartrMail)

- As vendas comuns consistentes com o correio eletrônico de um carrinho abandonado são de US $ 27,12 (para clientes do SmartrMail). (SmartrMail). 

6nQ0M81PZ5UH10K5aJvv
 

O abandono de carrinho é parte inevitável do comércio eletrônico mas você pode reduzir as taxas de  abandono:

• otimizando a forma de checkout e

• enviando e-mails de recuperação de carrinho abandonado. 

Como o Baymard Institute colocou: “Agora, dentro da razão para a empresa de comércio eletrônico, uma grande parte dos abandono de carrinho é praticamente uma conseqüência natural da maneira como os clientes navegam nos sites de comércio eletrônico - muitos usuários estarão comparando janelas, comparando taxas, explorando as opções. 

No entanto, isso não significa que você deve simplesmente aceitar sua taxa de abandono de carrinho atual, porque é provável que você a diminua significativamente.

Como você pode ver, você pode minimizar os  principais problemas usando o fornecimento de entrega sem restrições, permitindo que os clientes testem como convidados e simplificando o fluxo de checkout.

Além disso, se um cliente abandona o carrinho, você não precisa simplesmente deixá-lo assim; você pode enviar um e-mail para lembrá-los dos produtos que foram deixados. De fato, de acordo com as informações do SmartrMail, os e-mails com carrinho abandonado são o tipo de e-mail mais lucrativo que você pode enviar como uma loja na Internet. Isso porque eles são enviados para pessoas que são altamente prováveis ​​de converter, visto que já estão finalizando a compra”, explica Aaron Wiseman, da SmartrMail.

Portanto, não hesite em entrar em contato com os clientes que abandonaram seus carrinhos.

 

? Canais de Comunicação

 

Os três principais aplicativos de mensagens têm bases de usuários iguais ou superiores a um bilhão. (Business Insider)

- 61% dos compradores nos EUA dizem que enviaram uma mensagem para uma empresa nos últimos três meses. (Facebook)

- 70% dos clientes nos EUA que enviam mensagens às empresas contam com uma reação mais rápida do que poderiam estar se tivessem usado um modo de comunicação mais convencional. (Facebook)

- 69% dos clientes norte-americanos que enviam mensagens às empresas dizem que ser capaz de enviar mensagens para uma empresa ajuda-os a ter uma garantia extra. (Facebook)

- 29% dos compradores on-line dos EUA usam ou planejam aplicar chatbots para se manterem on-line. (Narvar)

 

Conclusão: As mensagens estão mudando o comércio eletrônico

O contato com uma empresa comercial através do WhatsApp, Facebook Messenger ou outro aplicativo de mensagens era uma idéia inovadora não muito tempo atrás. No entanto, como esses aplicativos continuam se desenvolvendo em popularidade, mais e mais lojas on-line estão fornecendo a seus clientes essa opção. E os clientes parecem entender isso. Afinal, o envio de uma mensagem é rápido e fácil, e parece mais casual do que um correio eletrônico ou uma ligação.

 

Além disso, as pessoas estão se tornando mais abertas aos chatbots.

Segundo Narvar, “o uso de bot é incipiente, mas em desenvolvimento. À medida que o processamento da linguagem melhora e os clientes ganham mais exposição a novos canais interativos, provavelmente os compradores se tornam mais confortáveis ​​interagindo com os bots para resolver problemas simples de atendimento ao cliente. 

"Oschatbots são uma maneira fantástica de aumentar o atendimento ao cliente. Ao usá-los, você pode responder a perguntas simples imediatamente, a qualquer hora do dia, sete dias por semana. Enquanto isso, seus representantes de atendimento ao cliente ficam  livres para a solução de problemas complexos.

 

Por exemplo, a Lego tem um chatbot chamado Ralph que fornece aos clientes recomendações personalizadas de presentes, que não seriam sustentáveis ​​se os representantes do serviço ao cliente o fizessem.

JBYbd049TzeSShJwSNue
 

Oferecer aos seus clientes a opção de entrar em contato com você por meio de aplicativos de mensagens permite que você leve o  suporte ao cliente ao nível seguinte.

 

? Instagram

- 83% das pessoas dizem que o Instagram as ajuda a descobrir novos produtos e serviços.

- 81% dizem que a plataforma lhes permite estudar produtos e serviços e

- 80% dizem que eles decidem se devem fazer uma compra. (Facebook)

- Em comparação com os não usuários, os clientes do Instagram têm 70% mais chances de fazer compras on-line em seus dispositivos móveis. (GlobalWebIndex)

- 44% dos usuários ativos do Instagram dizem que usam as mídias sociais para realizar estudos de marca. Essa é a porcentagem mais alta das várias redes sociais primárias. (GlobalWebIndex) 

- O engajamento entre usuários e marcas no Instagram é 10 vezes maior do que no Facebook, 54 vezes a mais do que no Pinterest e 84 vezes mais do que no Twitter. (Forrester)

- 96% dos fabricantes do setor de moda  nos EUA usam o Instagram para conquistar clientes. (eMarketer)

 

Principais argumentos: os clientes do Instagram gostam de comprar coisas.

 

As informações convencionais são que a publicidade e o marketing de busca são para tirar fotos da intenção dos negócios e usar os visitantes do site, e que o marketing social é voltado para o público e para a conscientização do branding. 

 

Mas não se engane: você pode vender  nas redes sociais. Pessoas usam o Instagram para manter contato com amigos e família? Claro que sim. Mas também usam o Instagram para descobrir novas marcas e terem ideias para compras futuras.

 

Portanto, o seu e-commerce não deve só postar no Instagram, também precisa começar a promover no Instagram. Caso contrário, você perderá muitas possibilidades de gerar vendas. Seja tagueando os produtos de forma correta ou fazendo parceria com influenciadores para mostrar seus produtos a um público extremamente engajado, existem abordagens comprovadas para tornar sua presença no Instagram acessível. Não procrastine.

 

?Dispositivos móveis 

- Quase 40% de todas as compras on-line feitas em 2018 foram concluídas em smartphones. (OuterBox)

- 80% dos americanos são compradores on-line. Mais da metade deles fez compras em dispositivos celulares. (Pew Research Center)

- Lojas virtuais não responsivas  têm 62% menos probabilidade de crescer (Google)

- 69% dos clientes de celulares dizem que têm muito mais chances de comprar de empresas com sites ou aplicativos de celular que respondem a suas perguntas. (Google)

- 59% dos usuários de smartphones preferem empresas com sites ou aplicativos para celular que lhes permitem fazer compras sem esforço e com rapidez. (Pense com o Google)

 

 A experiência do usuário (EU) em dispositivos móveis afeta diretamente sua receita!

Empreendedores digitais sabem (ou deveriam saber) quão importante é a experiência do usuário,  um termo que abrange toda a experiência de navegação em seu e-commerce, na facilidade em encontrar informações, realizar a compra e o pagamento.

 

No caso da sua loja virtual, uma boa EU permite que o tráfego on-line do e-commerce descubra rapidamente os produtos desejadas e realize compras com menor fricção. Se você esconder os principais detalhes nos cantos mais sombrios do seu site e faça com que seus clientes precisem abrir várias abas para encontrar o que precisam, você não está oferecendo uma boa experiência. 

Se você fornecer aos clientes de dispositivos móveis uma boa EU, existe uma maior probabilidade de você fidelizar o seu cliente, enquanto que uma experiência ruim de navegação na sua loja virtual aumenta as chances de o seu cliente comprar com a concorrência. Lembre-se: Não existe espaço para amadores.

 

? Google Shopping

- A quantidade média de tempo entre uma busca e uma compra de produtos do Google é de 20 dias.

- 35% das pesquisas de produtos do Google se tornam transações dentro de cinco dias. (Jumpshot)

- Os gastos com anúncios do Google Shopping aumentaram 43% no quarto trimestre de 2018.

- Os anúncios do Google Shopping têm uma CTR melhor que os anúncios de produtos patrocinados e de marcas patrocinadas da Amazon. (Merkle) De fato, o Google Shopping pode até ser uma aposta mais alta. A plataforma tem um retorno mais rápido das transações e um preço mais alto de pesquisas convertidas alguns dias depois.

 

O que isso sugere para os anunciantes de comércio eletrônico? Simples: verifique se você está usando o Google Shopping para promover seus produtos.

 

Para ficar de olho:

 

?Amazon

- Amazon é a principal loja on-line do mundo com uma receita líquida de US $ 232,88 bilhões em 2018. (Statista).   

- Nos Estados Unidos a Amazon tem mais de 100 milhões de membros do Amazon Prime. (Jeff Bezos em uma carta aos acionistas).

- Em média, dois em cada cinco clientes nos EUA (41%) adquirem de um a dois produtos da Amazon por semana. Essa quantidade salta para 1/2 (50%) para os clientes por um período entre 18 e 25 anos e 57% para os consumidores por um longo período de tempo entre 26 e 35 anos. (Walker Sands)

- Nos seis meses restantes, 83% dos compradores americanos fizeram uma compra na Amazon. (BigCommerce)

 

O que devemos aprender: A Amazon está moldando as expectativas de seus clientes

Considere o Amazon Prime. noventa e cinco milhões de pessoas representam quase um terço da população americana. Isto significa 95 milhões de pessoas que estão habituadas a entrega rápida e um pós-venda de excelência.  Acompanhar a Amazon não é uma tarefa fácil, mas você deve fazer a sua parte. 

 

 

Dito isso, aqui estão algumas previsões: 

As vendas de comércio eletrônico continuarão subindo. Um elemento crucial a ser lembrado aqui é a mudança geracional. À medida que a geração Z “nativa digital” entra na força de trabalho, seu poder de compra aumentará, e é seguro assumir que eles estarão mais inclinados a comprar on-line do que as gerações anteriores. Enquanto isso, a geração do milenial continuará subindo na carreira, aumentando a renda. Isso também terá um efeito positivo nas vendas de comércio eletrônico.

 

No Brasil ainda ainda temos muito espaço para crescer, pois o acesso a internet, a cartão de crédito (graças aos crescentes bancos digitais), e a própria economia do país vai puxar este setor para cima.

 

O suporte ao cliente com canais eficientes fará a diferença. Os clientes estão se acostumando a poder entrar em contato com as empresas por meio de aplicativos de mensagens, Logo isto se tornará obrigatório. E quem pode culpá-los? É uma maneira conveniente de obter respostas para suas perguntas.

 

Os chatbots podem surgir como a única maneira de atender às expectativas das pessoas quando se trata de suporte ao cliente, quando você considera que as empresas maiores as realizam, maior a pressão sobre seus concorrentes para fazer o mesmo.

 

Se por um lado ainda há muita margem para crescer no comércio eletrônico, por outro, é necessário estar sempre atualizado, de olho na experiência do usuário, ao pós venda e meios de comunicação eficientes. Análise de dados do cenário mundial faz parte da estratégia do empreendedor digital. Esta prática te ajuda a manter-se vivo na concorrência e garantir a sua fatia nesse gigante bolo.

Google Ads para e-commerce vale a pena? 

 

A venda de seus produtos e serviços depende da sua capacidade você ser visto pelo maior número possível de pessoas. Assim como as lojas tradicionais, as pessoas encontram seus produtos enquanto "passeiam" (ou navegam), mas com o comércio eletrônico, seu alcance vai muito além da sua localização física.

Em vez de esperar que as pessoas te encontrem, a publicidade digital proativa te mostra para os seus possíveis clientes. Com anúncios nativos, redes de descoberta de conteúdo e até mesmo marketing de mídia social, pessoas de todo o mundo estão expostas à sua marca.

Mas ainda há mais uma maneira de ser notado. Ao aproveitar o poder do Google Ads, você fica na frente de pessoas que já estão pesquisando os tipos de produtos e serviços que você oferece. Mas se você nunca usou o Google Ads, isso parece intimidador. Por isso, preparamos este artigo de Google Ads para mostrar como é fácil começar. 

Nota: Se você já ficou confuso com o Adwords, o Google Ads, a Rede de Display do Google, os anúncios do YouTube - e como todos eles usam a mesma plataforma do Adwords? Você não está sozinho. Por isso o Google mudou o nome dessa marca apenas para o Google Ads. Espero que isso esclareça um pouco as coisas.

 

O que são os anúncios do Google?

 

Os anúncios do Google estão em toda parte. Você os encontrará na parte superior das Páginas de resultados dos mecanismos de pesquisa (Posicionamento orgânico) quando as pessoas pesquisam determinadas palavras-chave, como "como faço isso ...", no lado das páginas da web e até nos vídeos do YouTube.

Dependendo de onde você deseja focar sua publicidade, há cinco tipos de anúncios para escolher: pesquisa, exibição, compras, vídeo e anúncios de aplicativos universais.

 

vqyBk1i974m1G5sTpgyI
 

 

Digamos que você seja um varejista de calçados on-line; veja como funciona cada um desses tipos de anúncio:

 

Pesquisar anúncios

Estes são os anúncios que aparecem na parte superior das pesquisas do Google. Se alguém pesquisar "os melhores tênis de corrida", é assim que os anúncios aparecem:

 

3BBDXO1Dl7Xazi6ql3bZ
 

Antes mesmo de as pessoas chegarem aos resultados (orgânicos) da pesquisa, elas recebem uma lista de opções para clicar. Quando você incorpora as palavras-chave inseridas no Google, seus anúncios são exibidos no topo da lista de resultados de pesquisa. A diferença entre esses anúncios e os outros resultados de pesquisa é que você paga para ser visto, enquanto os resultados orgânicos de pesquisa padrão são exibidos com base na classificação de SEO. Quando as pessoas pesquisam palavras relacionadas a tênis de corrida, seu anúncio é exibido automaticamente.

yHoAziHaVzY8011mnBFu
 

Os anúncios da Rede de Pesquisa são benéficos porque são exibidos quando as pessoas já estão pesquisando produtos como o seu. Ao pagar por um anúncio, você garante que seus produtos sejam vistos primeiro perante seus concorrentes.

 

Exibir anúncios

A principal diferença entre os anúncios gráficos e de pesquisa é que, diferentemente dos anúncios de pesquisa nos quais os clientes têm interesse no que pesquisam, os anúncios gráficos são voltados para pessoas no estágio de conscientização do ciclo de compra. Eles podem não estar procurando produtos específicos como o seu, mas exibir anúncios que oferecem vantagens - como um guia gratuito para novos corredores - obterá leads para entrar no seu funil de vendas.

 

A escolha de palavras-chave para anúncios gráficos é um pouco diferente dos anúncios da Rede de Pesquisa. Em vez de "tênis de corrida", tente palavras-chave relacionadas, como "meia-maratona no Rio de Janeiro" ou "grupos de corrida no meu bairro", e seu anúncio será exibido nos sites que o Google determinar que correspondem a essas palavras-chave.

 

Dica profissional: você pode verificar seus relatórios de canais automáticos para garantir que seus anúncios sejam exibidos apenas em sites relevantes para maximizar suas conversões. Para gerenciar essa lista, clique no ícone da ferramenta no canto superior direito do painel do Google Ads e selecione "listas de exclusão de canais" no menu pop-up.

 

Anúncios do Shopping

Como os anúncios de pesquisa, os anúncios de compras também aparecem na parte superior das páginas de resultados de pesquisa do Google e segmentam pessoas que estão na fase de interesse ou consideração do ciclo de compra. Os compradores têm uma boa ideia do que estão procurando. Portanto, exibir seu anúncio aqui aumenta as chances de converter leads e aumentar suas vendas.

 

Dr9JvEiK8ME0hOhBMqD5
 

 

Esses anúncios são uma maneira conveniente de aumentar o tráfego no seu site. Se você tiver um inventário que está tentando vender rapidamente ao lançar produtos mais novos, use anúncios de compras, pois eles informam rapidamente aos clientes onde encontrar você e seu produto on-line, o preço, as vantagens - como frete grátis ou desconto - e incluem uma imagem do produto. Isso fornece aos clientes um balcão único para decidir se o seu produto atende às suas necessidades e, em seguida, efetuar uma compra.

 

Basta criar uma campanha de anúncios de compras e fazer upload dos dados do seu produto no Google Ads. O Google garantirá que esses anúncios sejam exibidos nas pesquisas quando os clientes pesquisarem termos relacionados.

 

Anúncios em vídeo

Os anúncios em vídeo geralmente são exibidos antes ou durante os vídeos do YouTube. Se seu público-alvo gosta de assistir a vídeos de treinamento de corrida, é possível colocar seus anúncios de tênis de corrida no início ou no meio desses vídeos. Isso mostra aos espectadores como seu produto pode ser usado como parte do treinamento. Alguns anúncios exigem que os espectadores os assistam na íntegra antes da reprodução do conteúdo do vídeo. Essa é uma ótima maneira de garantir que os leads ouçam sua oferta completa antes de clicarem. Além do anúncio em vídeo, um anúncio gráfico também aparece ao lado do vídeo como um lembrete para os espectadores clicarem para saber mais.

 

Aqui está um exemplo de um anúncio em exibição antes de um vídeo e o anúncio gráfico ao lado do vídeo.

uISpaFIqvWfMnYDCLq2R
 

Mantenha o anúncio gráfico simples e vá direto ao ponto. Como o anúncio da Monday, porque, com tantos vídeos para escolher, é fácil para os espectadores seguir em frente e não voltarem se a chamada do seu produto não for clara. Além disso, inclua um botão de call to action (CTA) mais atraente do que "clique aqui" ou "contato". O CTA deve informar aos clientes potenciais o que eles devem fazer - como "Inicie seu teste hoje" - ou os benefícios que eles receber, como "É grátis".

 

Anúncios universais de aplicativos

Se você possui um aplicativo para dispositivos móveis, o recurso de anúncios universais para aplicativos é uma maneira essencial de divulgá-lo. O uso das redes do Google, como a Pesquisa Google, Play, YouTube, Gmail e outros, permite que seu anúncio seja visto por públicos relevantes. No Google Play, seu anúncio será exibido na parte superior dos resultados de pesquisa, dependendo das palavras-chave inseridas.

 

Quando você envia sua cópia de anúncio e imagens para o Google Ads, o Google cria automaticamente combinações dos dois e coloca os anúncios onde eles serão vistos pelo público-alvo certo. Assim como nos anúncios da Rede de Pesquisa, você pode decidir em qual aplicativo os anúncios devem se concentrar. Por exemplo, você pode optar por se concentrar nas conversões de aplicativos se estiver lançando um aplicativo complementar para o seu produto - como um rastreador de fitness ou um planejador de refeições se vender tênis de corrida - e quiser aumentar sua base de usuários rapidamente.

 

Primeiros passos: como criar e gerenciar anúncios para comércio eletrônico

 

Agora que você tem o básico dos tipos de anúncio disponíveis na Rede do Google, a próxima parte deste guia do Google Ads mostrará, passo a passo, como configurar uma campanha e gerenciar seus anúncios.

 

Se você pensa no Google Ads como um sistema hierárquico, as campanhas estão no topo com vários anúncios embaixo de cada campanha. Ads são anúncios individuais que promovem um produto ou serviço relacionado à campanha. Uma campanha pode ter um anúncio ou vários anúncios, dependendo de como você escolhe anunciar seus produtos. Portanto, se sua campanha for chamada de "tênis de corrida", os anúncios da campanha poderão ser mais específicos, como tênis de corrida, tênis de longa distância e assim por diante. 

Para criar uma campanha e os anúncios correspondentes, você precisa configurar uma conta do Google Ads. A inscrição é gratuita e você é cobrado apenas quando os leads clicam nos seus anúncios. Acesse https://adwords.google.com.br para se inscrever.

 

Depois de configurar sua conta, você será solicitado a criar sua primeira campanha. Você não precisa criar uma campanha imediatamente. Ao fazer login novamente, você será direcionado ao painel do Google Ads, onde poderá criar novas campanhas.

 

Considerações 

 

Planeje antes de começar. Leva algum tempo para configurar sua primeira campanha, mas, à medida que você executa mais campanhas, você vê a rapidez com que os anúncios são exibidos. No entanto, reserve um tempo para refletir sobre o objetivo do seu anúncio para saber o que rastrear quando os anúncios estiverem em exibição. Organize-se e configure uma campanha para cada uma de suas categorias de produtos. Acompanhe os parâmetros que você usa no Planilhas Google para poder olhar para trás como referência para futuras campanhas.

Experimente contratar um copywriter  para obter resultados com mais conversões. À medida que você conhece seu público-alvo e com que tipo de anúncio e conteúdo eles mais se envolvem, você pode personalizar seus anúncios com o tempo. Todos os aspectos de seus anúncios são flexíveis. Portanto, teste combinações diferentes para ver quais resultam aumentam o fluxo de pessoas que chegam ao seu funil de vendas.

Faça testes!  Você pode segmentar seu público-alvo com base em onde eles estão ou onde deseja vender seu produto, para que apenas as "pessoas certas" vejam seus anúncios. Por exemplo, se você planeja entrar em um novo mercado, execute um novo anúncio antes de promover o fato de estar expandindo. Veja como esse novo público responde e faça ajustes na sua campanha. Considere essa abordagem como outra forma de pesquisa de mercado em que os resultados ajudam a refinar a segmentação de anúncios para um pequeno grupo antes de começar a exibir campanhas promocionais formais.

Como costumamos dizer, a melhor estratégia é não colocar todos os seus ovos em uma só cesta. Faça bom uso do Google Ads mas se as suas vendas dependem disto, algo está errado.

 

Ao seu sucesso!

O reconhecimento da marca é importante para o comércio eletrônico?

iyheB3VSjoricLyNOqhQ image file
 

 

A lógica é tão simples, é quase circular: antes que alguém compre de você, deve saber sobre você.

 
 
Aí entra a métrica conhecida como "reconhecimento da marca", algo que os profissionais de marketing estão se esforçando para estipular.
 
 
No comércio eletrônico, onde muitas vezes é difícil diferenciar os recursos e a qualidade do produto a ser comprado, muitas vezes precisamos enfatizar uma conexão emocional.
 
 
A questão, porém, é como realmente medimos o reconhecimento da marca? Existem muitos métodos diferentes, às vezes conflitantes. Além disso, podemos correlacionar as campanhas de reconhecimento da marca com as metas comerciais reais?
 
 
Ajudaremos você a tentar responder a essas perguntas aqui. Primeiro, vamos entender a terminologia para estarmos na mesma página.
 
 

O que é o reconhecimento da marca, afinal?

 

O reconhecimento da marca é "uma medida da representação cognitiva relativa de uma marca em uma determinada categoria em relação aos seus concorrentes".
 
 
Em essência, é uma medida quantitativa de quão bem sua marca é conhecida pelo seu mercado-alvo. Em pesquisa um grupo de consumidores é solicitado a nomear tantas marcas quanto possível em uma determinada categoria de produto (por exemplo, roupas de criança). Se eles recordam sua marca a taxas mais altas do que outras da categoria, você tem um bom conhecimento da marca.
 
 
Às vezes, o reconhecimento da marca é confundido com outras métricas, como o valor da marca e seus ativos, ou a lealdade à marca, na medida em que seus clientes permaneceriam com você na presença de ofertas concorrentes.
 
 
Podemos realmente colocar isso em termos concretos quando pensamos em uma categoria específica de produto de comércio eletrônico; digamos que queremos saber sobre café gourmet. Se você perguntasse a uma amostra de pessoas que compram café gourmet e quais marcas elas se lembram, poderíamos ter uma resposta hipotética de amostragem: Lavazza (35%), Illy (25%), Santo Grão (15%), Monardo (10%), Outros (15%). No entanto, as coisas ficam mais complicadas quando você começa a fazer perguntas sobre a metodologia.

 

 

TUl9BdfqkVOSgKVUt6pz image file
 
 
 
 
 
Quantas pessoas precisamos perguntar? Que pessoas? E se expandíssemos nossa categoria de produtos para "importados" , "nacionais", por torra, etc...
 
 
Essas são perguntas complicadas, mas há uma resposta curta: o reconhecimento da marca como métrica deve ser o mais restrita possível em relação ao seu mercado-alvo. Suas descobertas devem ser acionáveis e você deve ser capaz de rastreá-las ao longo do tempo e em relação aos concorrentes.
 
 
Como você verá abaixo, existem muitos métodos que os profissionais de marketing usam atualmente para rastrear o reconhecimento da marca. Vou descrevê-los e podemos julgá-los com base nos critérios acima.
 
 

5 maneiras de medir o conhecimento da marca

 

Vou focar apenas em quatro das maneiras mais comuns para os varejistas on-line avaliarem o reconhecimento da marca, bem como em uma nova maneira que acredito ser mais eficaz.
 
 

1. Pesquisas de Lembrança de Marca

 

A maneira mais comum de medir o reconhecimento da marca é selecionar uma amostra representativa dos consumidores no seu mercado-alvo e perguntar a eles de quais marcas eles podem se lembrar na sua categoria de mercado.
 
 
Nesse método, existem alguns tipos diferentes de medidas de reconhecimento de marca: top of mind, espontâneo e auxiliado.
 
 
O mais importante é quando você dá a alguém uma sugestão de categoria de produto e só está interessado na primeira marca que ela diz. A conscientização espontânea é simplesmente medir quantas marcas se pode nomear sem qualquer assistência. A conscientização assistida é mais uma medida de reconhecimento que mede quantas pessoas reconhecem sua marca quando solicitadas.
 
Levando em conta todas essas abordagens de pesquisa e, apesar de serem as mais comuns, as mais formalizadas e estudadas, as pesquisas de reconhecimento de marca podem ser o método menos útil que qualquer outro em nossa lista. Pelo menos para a grande maioria das empresas, especialmente os sites de comércio eletrônico nativos digitalmente.
 
 
 
Para a maioria das marcas B2B, pesquisas como essas são praticamente inúteis.
 
 

2. Tráfego Direto

 

O tráfego direto é uma das maneiras mais fáceis, mas menos rigorosas, de rastrear o reconhecimento da marca. Não é uma métrica mas não rastreia o que definimos como "reconhecimento da marca".
 
 
O grande problema do tráfego direto: é muito impreciso como canal de atribuição.
 
 
Se você estiver usando o Google Analytics, saiba que muitos outros canais são acidentalmente agrupados em "direto", especialmente se você não seguir as práticas recomendadas de marcação UTM. Por exemplo, o que você considera tráfego direto pode ser apenas tráfego de email ou social que foi agrupado como direto. O tráfego direto pode resultar de muitas coisas.
 
 
Obviamente uma análise do tráfego direto deve ser feita. Apenas não chame isso de "reconhecimento da marca".
 
 

3. Tráfego de pesquisa com marca

 

O tráfego de pesquisa com marca é uma opção de auditar o reconhecimento da marca, especialmente para fins de pesquisa competitiva. Essa é uma ótima métrica para sites de comércio eletrônico que operam principalmente on-line, embora mesmo aqueles com negócios físicos possam vincular algumas pesquisas de marca aos esforços de reconhecimento de marca.
 
 
Essa métrica, novamente, sofre com seu escopo não rigoroso; alguém pode pesquisar sua marca por vários motivos, desde curiosidade geral a eventos de relações públicas, consultas de atendimento ao cliente e muito mais.
 
 
Além disso, a maioria dos dados de pesquisa é, na melhor das hipóteses, uma estimativa direcional, o que significa que você nunca obterá um número verdadeiramente preciso aqui.
 
 
A pesquisa de marca beneficia, no entanto, em sua direcionalidade e na capacidade de comparar com os concorrentes. Ao contrário da data do tráfego direto, você pode realmente ver qual é a sua pesquisa de marca em relação a outras pessoas do seu setor. Basta conectar sua marca e alguns outros concorrentes ao Ahrefs e conferir os números.
 
 
Se você estiver usando isso como uma métrica de reconhecimento de marca, há duas coisas a saber:
 
 
Você não pode tomar decisões de curto prazo com base nessa medida de reconhecimento da marca (embora possa ajudar no seu posicionamento).
 
É mais útil se você o acompanhar com o tempo e em relação aos concorrentes. Seu número deve aumentar em relação aos seus concorrentes ao longo do tempo e você pode usar essa métrica para ajudá-lo a preparar materiais de ativação de vendas, como comparações de recursos dos concorrentes.
 
 

4. Menções em mídias sociais

 

wiJ2DaZ04WBlKMKYXQLJ image file
 

 

 

As mídias sociais mencione não fornecem uma métrica viável de reconhecimento de marca. Elas não medem o que é entendido como reconhecimento da marca - nem no sentido de medir pessoas que estão cientes da sua marca nem de pessoas no seu mercado-alvo. Menções ou impressões nas mídias sociais de forma alguma são um medida respeitável de reconhecimento da marca.
 
 
Primeiro, o contexto é importante. Se você lançou um ótimo produto novo, poderá ter um aumento nas menções e impressões sociais. Você também pode ter um aumento se o seu CEO estiver envolvido em um escândalo. Talvez você tenha começado a postar memes e eles estão realmente tendo alguma atração ... mas com um segmento de consumidor totalmente irrelevante.
 
 
Isso não quer dizer que a mídia social seja uma atividade inútil; claramente isso não é verdade, pois algumas marcas construíram seus negócios no Instagram ou no Pinterest. Apenas não chame as impressões de mídia social de "reconhecimento da marca".
 
 

5. Posicionamento orgânico

 

 
As empresas nativas digitalmente provavelmente devem se preocupar com o SEO como um canal de aquisição, mas é valido usar  como uma medida de reconhecimento da marca? 
 
 
Provavelmente, você pode definir sua segmentação ou categoria de mercado em termos de uma palavra-chave de pesquisa. Acontece que muitos (muitos!) consumidores recorrem ao Google para descobrir novos produtos em categorias conhecidas ou fazer pesquisas e obter opiniões sobre o melhor produto para comprar. Essas consultas de pesquisa são assim:
 
 
“Melhores assinaturas de vinhos”
 
“Melhores marcas de escova de dentes”
 
“Melhores marcas de café gourmet”
 
 
Em quase todas as categorias de produtos esses termos têm alto volume de pesquisa (muitas pessoas pesquisam) e alta intenção (as pessoas que pesquisam desejam comprar). Isso torna uma arena quente para você identificar aqueles que realmente estão no seu mercado-alvo.
 
 
Se sua marca não for encontrada nesses termos de pesquisa, você não fará parte da conversa e, portanto, não será considerado quando os clientes em potencial estiverem pesquisando.
 
 
O reconhecimento da marca é de óbvia importância para os varejistas on-line. De fato, o valor da marca - do qual o reconhecimento da marca faz parte - pode ser um dos únicos verdadeiros fossos para muitas marcas de comércio eletrônico nativas digitalmente. A concorrência elevou os custos com anúncios e tornou mais difícil do que nunca diferenciar apenas o produto.
 
 
A forma de aumentar a presença online (e as vendas) leva a uma conclusão lógica para as marcas. 
 
A importância da marca se torna um diferenciador eficaz nas margens. Em outras palavras, se você puder gastar tempo e dinheiro suficientes para fazer com que as pessoas pensem que "Bons momentos pedem um bom café" (slogan Nescafé), é um grande fosso emocional que outras marcas terão dificuldade em atravessar.
 
 
Essa, no entanto, é uma abordagem terrível para iniciantes. Se você é um concorrente mais novo e mais sucateado, quase certamente precisará diversificar sua abordagem para a aquisição de clientes. Isso pode incluir canais não pagos, como marketing de conteúdo, SEO, mídias sociais ou marketing de influenciadores.
 
 
As grandes marcas provavelmente também se estenderão a canais não pagos com o tempo.
 
 
A consideração final para as marcas de comércio eletrônico que desejam se destacar em 2020 e além é criar um programa de retenção, isso inclui ações simples e de baixo custo, como recuperação de carrinho, e também melhorar a experiência do cliente em todas as etapas da jornada.
 
 
Afinal, é 2020 e ninguém confia nos profissionais de marketing. Mas confiamos em nossos amigos. E aposto que, se você olhasse para as últimas 10 compras on-line ou mais, a maioria delas seria movida pelo boca a boca.
 
 

Conclusão

 

O reconhecimento da marca como conceito é claramente importante para as marcas de comércio eletrônico. De fato, o valor da marca pode ser o diferencial em  competições nos próximos anos, agora que os custos de aquisição de clientes e concorrência aumentaram vertiginosamente.
 
 
No entanto, algumas das métricas acima citadas não devem ser usadas como uma medida quantitativa real do reconhecimento da marca. Muitas das métricas comuns, na verdade, não medem o reconhecimento da marca e são simplesmente propriedades emergentes de muitas outras funções. Os dois que funcionam bem - Pesquisas de lembrança de marcas e Posicionamento Orgânico  geralmente tendem a ser eficazes para marcas maiores e mais conhecidas.
 
 
Sugestão: crie sua estratégia de aquisição como se fosse um portfólio de investimentos. Mantenha 80% dele para atividades diretamente geradoras de conversão e deixe 20% em aberto como atividades de construção de marca. Dessa forma, você captura a maior parte dos aspectos persuasivos da construção da marca e não perde para concorrentes orientados por dados.
 
 
Gostou? Tem alguma dúvida? Deixe seus comentários abaixo!

Comércio Eletrônico

 

Todo mundo sabe que o UPS serviço de entrega, com sua onipresente marrom caminhões que divagar através de cada bairro na América. Mas para realmente compreender o que faz com que a UPS carrapato, você deve verificar para fora a enorme facilidade no oeste de Atlanta, conhecida como a UPS Sudeste de Metro de Roteamento Automatizado de Terminal (ou INTELIGENTE). 

Este dervixe rodopiante composta de 18 quilômetros de correias transportadoras, movendo-se a 600 metros por minuto em três níveis dentro de uma única alastrando construindo o tamanho de 19 campos de futebol. Para uma pessoa de fora ele parece o tipo de coisa cartunista Rube Goldberg teria imaginado como uma máquina, digamos, dobre o mundoões de maior guardanapo. 

Mas, ao contrário de Goldbergás, deliberadamente, um absurdo e um desperdício engenhocas, o ano-velho super terminal é super-eficiente, uma das jóias da coroa em UPSás global de logística e transporte do império. Ele’s apenas um dos seis semelhante altamente automatizado, gigantesco, spanking novo pacote UPS-centros de triagem espalhados por todo o EUAás, também, um dos motivos a empresa se destaca mais do que uma chance de lutar no seu inquieto rivalidade com a Amazon, o e-commerce gigante que é a UPSões de maior cliente, mas está cada vez mais se expandindo para logística e entrega o trabalho também.

UPS01.20.sortimg scanner
Dentro de uma Super-Classificação: Dentro UPSões de roteamento de terminal em Atlanta, a digitalização de um túnel confirma cada pacote deás de destino.

Todos os dias, centenas de trator-reboque de caminhões da UPS e grandes clientes como Walmart, Target, e, sim, a Amazon de rodízio para o Bankhead bairro e puxe para cima em um dos hubás 104 descarga. UPS trabalhadores rapidamente enrole cada truckás de porta de trás e descarregar os conteúdos para uma ingestão de correia transportadora. Que cinto habilmente expulsa mais profundo para o caminhão como o “UPSers” esvaziar o conteúdo, encurtando a distância que o trabalhador precisa para transportar pacotes. 

Mas ele’s não até que o pacote sai do caminhão que a tecnologia fica verdadeiramente alucinante. Parece impossível de acreditar, mas a média de caixa passa a apenas sete minutos dentro do terminal, um edifício que’s tão grande, mal posso ver de um lado para o outro. UPS doesn’t normalmente permitem que pessoas de fora para o centro durante a sua estação ocupada—a partir de sexta-feira Negra através de Natal—mas abriu uma exceção para a Fortuna dia, depois de Cibernética de segunda-feira.

Pegar com , Fortunaás daily digest sobre a empresa de tecnologia.

Cada ingestão de cinto de zíperes caixas de quase todos os tamanho e em forma, longe de caminhões para maior consolidação da correia linhas, que por sua vez, mova-os para o centro do edifício. (Realmente grande de pacotes, como o de 80 polegadas LCD TV de tela, são conhecidos como “irregs” e obter jogada fora de uma área especial.) Uma vez consolidada, a cada onda de caixas de abordagens de um dos cérebros da operação: o scanner túneis. 

Aproximando-se de um dos túneis não’t é para os fracos de coração. Escalando três andares acima, no ripas de metal passarelas já me colocou na borda. O ruído de zumbido cintos abafa qualquer conversa, abaixo do volume de um grito. E quando eu chegar perto o cinto, eu, involuntariamente, salto de volta—a velocidade dos pacotes caindo a linha dispara um reflexiva, reação defensiva no meu cérebro. Apesar de centenas de UPSers sobre o trabalho na instalação, nossas quatro pessoas, a turnê do grupo parece estar longe de ser o mais próximo de ajuda se algo der errado.

eikonikos
Um elaborado sistema de “sapatos” guias de pacotes para o direito de caminhão.
UPS01.20.sortimg supervisor
Com a ajuda de humanos de cópia de segurança na sala de controle, a média de pacote passa de apenas sete minutos no terminal antes de pegar a estrada.

a Tomar uma respiração profunda e concentrando-se na tarefa em mãos, eu posso ver que o fluxo de pacotes oferece provas para fazer backup de um gabar-se de que a UPS CEO David Abney fez-me mais cedo naquele dia. A empresa oferece para nove dos 10 maiores varejistas dos EUA por parte da receita, Abney diz, para não mencionar o resto da indústria. Com certeza, as caixas de transmissão passado mostram uma bolsa de logotipos de cada empresa eu posso pensar que vende online, na Amazonões de sorriso para Wayfairões de caixa cruz Alvoás bull’s-olho. (Além de alguns de I’ve nunca ouviu falar de—Etrailer.com?) 

A digitalização do túnel, ao que parece, não’t realmente um túnel: Ele’s de uma estrutura de metal do tamanho de um SUV pequeno. A moldura tem seis câmeras de alta velocidade, feito pelo italiano automação especialista Datalogic, que poleiro em cima, ao lado e abaixo da linha. Através de uma pequena abertura na correia transportadora e um sistema de cuidadosamente colocados vermelho brilhante de luzes e espelhos, câmeras de tirar fotos em uma fração de segundo de todos os seis lados de cada caixa, sem abrandar o seu fluxo. Uma imagem-sistema de processamento instantaneamente decodifica as informações de destino inscrita em cada caixa deás etiqueta e decide qual dos mais de 300 sair baías do estabelecimento tem a correta partem de caminhão para levar a caixa na próxima parte de sua jornada, se para uma casa nas proximidades ou de negócios, ou para outra cidade, estado ou país. 

Como pacotes zip para fora do scanner, cada um é acompanhado por uma sombra companheiro a se movimentar com a mesma velocidade ao longo da lateral do transportador. Eles tomam a forma de pequenos retângulos pretos—UPS chama de “sapatos,” e que’re sobre que tamanho. Cada pacote é acompanhado por um par, ou um grupo, dependendo de seu tamanho e peso. Estas são algumas smart tênis, porém: Eles whiz para baixo da linha, acompanhando uma caixa, e em seguida, apenas quando a caixa está passando o seu correto “rampa,” a saída da rampa para um menor correia, que irá levá-lo para o adequado partem de caminhão, eles pop fora e empurre a caixa para baixo da rampa. O empurrão acontece tão rápido, você pode perdê-lo se você piscar. As caixas parecem voar sobre por magia—Harry Potter menos a varinha. Logo, a caixa é em um caminhão novo e para o cliente—o acondicionamento de um ritual que se realiza centenas de milhares de vezes ao dia.

UPS YellowBar

As instalações de Atlanta, , que custou cerca de us $400 milhões de euros e emprega cerca de 3.000 moradores, distribuídos em três turnos por dia, está bem longe de ser o que Abney experientes quando ele começou a UPS de volta em 1974. Seu primeiro trabalho envolvido memorizar o código postal locais e mover as caixas de volta a moda antiga, de forma manual como um part-time carregador em um catador no Mississipi. A construção INTELIGENTE que’s do sistema, ele diz, é de 30% a 35% mais eficiente do que a antiga forma, em termos de pacote de manipulação de produtividade, depois de ter substituído a necessidade do ser humano de triagem para todos, mas a maior caixas.

Esses fatores tornam o super-classificador de um elemento crucial de Abneyás de negrito $20 bilhões, de três anos transformação plano­­—um lance para certificar-se de 112 anos, a UPS é de cerca de para o próximo 112 anos. A empresa tem sido o mundo,ás maiores e mais rentáveis comercial do serviço de entrega por décadas, mas enfrenta cada vez mais quente concorrência para entregar os pacotes mais rápido, mais barato, e mais frequentemente—graças, em grande parte, para o imparável crescimento do e-commerce. A FedEx e a DHL também estão lutando para pacote de arrasto de supremacia. Até mesmo o deselegante Serviço Postal dos EUA está expandindo seu fim de semana de entregas e buzinando em empresas privadasá a relva. 

E, em seguida, aliás a Amazon, que já declarou que tem planos para se tornar uma potência mundial em transporte e logística. Ele’s atualmente UPSões de maior cliente. Oppenheimer analista Scott Schneeberger estimativas Amazônia representa quase 10% da UPSões de receita. (UPS si doesn’t quebrar esses números.) Mas o e-commerce pesado é o envio de um rápido crescimento compartilhar de sua própria entregas através de seu Amazon unidade de Logísticas, e ele’s amplamente visto como apenas uma questão de tempo antes de ele não só retira o seu próprio negócio a partir de sua entrega rivais, mas também começa a caça furtiva outros varejistas a partir deles. Ao mesmo tempo, algumas das UPSás, historicamente, melhores clientes, lojas de departamento e redes de varejo, estão encolhendo ou morrer—graças novamente, em parte, para o e-commerce.

ões de uma rápida mudança, traiçoeiro paisagem—e aquele em que a UPS foi tropeçando quando Abney foi escolhido como diretor-presidente, em 2014. Durante o ano anteriorões de férias, a empresa fez o pior tipo de manchetes quando ele falhou em fornecer o transporte de capacidade que tinha prometido varejistas. O resultado: Milhões de pessoas tinham para abrir seus presentes de Natal em janeiro. Nos anos subsequentes, exposta problemas mais profundos. Como os consumidores começaram a pedir mais itens online, UPS estava fazendo uma parcela cada vez maior de entregas para as casas, onde ele caiu de uma média de apenas um pacote por parar, e, relativamente, menos para as empresas, que normalmente levam mais de três por parar. A mudança de mix—mais pára, taxa de transferência mais lenta—era esmagar UPSões de rentabilidade mesmo como entrega de encomendas para cadeias de retalho diminuiu. “Eles tinham ficado para trás,”, diz Schneeberger. “Eles devem ter visto a escrita na parede com e-commerce.” Quando a UPS relatado quarta-resultados do trimestre para o fim de 2016, suas ações caíram 10% em um dia. 

demorou visitas com os chefes de todos os grandes varejistas para o real lições para pia com Abney. O mundo estava se movendo para e-commerce, com os consumidores, esperando a rápida entrega de suas compras sete dias por semana. A Amazon tinha acendido uma fogueira sob os grandes varejistas, e como eles se mudaram para responder, a UPS teve que evoluir muito. “eu pensei que eu tinha uma imagem muito boa de que a UPS necessários para parecer no futuro,”, lembra ele. “saindo, eu tinha muito mais a entrada.”

UPS01.20.Medical drone
Médicos do transporte Aéreo: Em Raleigh, N. C., a UPS usa drones para transportar amostras de sangue e urina em toda a WakeMed complexo hospitalar.
UPS01.20.Medical drone worker
prestadores de cuidados de Saúde, que precisam de entrega rápida, surgiram como um ideal de caso de teste para comercial de drones uso.

O plano que ele e sua equipe, eventualmente, formulados­—e anunciou, em meados de 2018—necessário alterar ou até mesmo abandonar alguns de UPSás acarinhados estratégias. Abney descreve-o como mudança de uma mentalidade de “insatisfação construtiva,”, o que significava fazer mudanças incrementais para corrigir os programas existentes, para um dos “a contínua transformação,”, que enfatiza a repensar toda a empresaões de programas regularmente. Na prática, vai a sete dias de entrega em domicílio necessário mais flexível—e menos caro—a entrega da frota. Investir em novas tecnologias, como a automação, a robótica, e drones necessário encontrar outras economias de custo. E realmente entender os clientesá necessidades significava a empresaás de liderança sênior fileiras necessários para incluir mais pessoas com expertise externa, uma inédita de mudança para uma cultura que muito tempo havia invocado o desenvolvimento de talentos, a partir de dentro (Abney ele mesmo, é claro). 

Hoje, Abney está a presidir uma incipiente de virada. A receita, que foi de cerca de televisão em seus primeiros anos, é esperado para us $74 bilhões para 2019, um aumento de 20% desde o final de 2016. Mais importante, os analistas esperam lucro antes de juros e impostos para saltar de 10% para este ano e muito mais de cada um dos próximos dois anos. UPSões de estoque, o que tinha sido em um passeio selvagem por vários anos, é de até 21%, em 2019, de esmagamento rival FedEx. 

a Admitir que a UPS “stubbed seus dedos” em primeiro lugar com as compras online, Abney explica, “Nós investido de todo o coração em e-commerce e agora … nós’ve got concorrentes tentando recuperar-se.”

“O escopo das alterações é bastante transformadora no ritmo em que a UPS tem, historicamente, operado,”, diz o analista Ben Hartford, que segue a indústria na Baird. “Ele’s ainda é cedo, e eles ainda têm trabalho a fazer. Mas nós’ve visto o suficiente evidência de que ele’s de começar a trabalhar.” (História continua após as seções a seguir em drones na indústria de entrega.)

Newsletter-Amarelo-Linha-de 15

manifestar Suas Diferenças

Em uma indústria de entrega feita febrilmente competitiva, e-commerce, drones podem ajudar os jogadores de topo entregar mais pacotes de forma mais eficiente. Aquiões de como eles se comportam no ar corrida.

UPS01.20.sidebar

FedEx

Colaboradores: 448,000*
Receita no último ano fiscal: $69.7 bilhões
Médio diário de entregas: 15.16 milhões/dia**
Veículos: 188,000
Aeronaves: 681#
Drones: a FedEx tem uma parceria com o Googleás Ala de unidade para testar o serviço de entrega farmácias Walgreens. Asa ganhou permissão para o lançamento da FAA—um chamado da Parte de 135 isenção—em abril. A FedEx fez seu primeiro drone entregas em Christiansburg, Va., no mês de outubro. A Asa de artesanato pode levar até três quilos, com um intervalo de seis quilômetros.

UPS01.20.sidebar UPS

UPS

Colaboradores: 481.000 de
Receita no último ano fiscal: us $71,9 bilhões
Médio diário de entregas: 20,7 milhões/dia
Veículos: 123,000
Aeronaves: 564#
Drones: UPS foi a primeira empresa a ganhar mais amplo versão de uma Parte 135 isenção. A UPS está a trabalhar com o arranque Matternet para testar a entrega de médicosá de escritórios e hospitais em Raleigh, N. C.ás também testes de entregas a partir do CVS armazena a clientesá casas. O Matternet M2 drone pode levar 4,4 libras e viagens de 12 milhas.

UPS01.20.sidebar amazon

Chris Ratcliffe—Bloomberg via Getty Images

Amazon

Colaboradores: 647,500
Receita no último ano fiscal: $232.9 bilhões
Médio diário de entregas: N. A.
Veículos: de 40.000
Aeronaves: 47
Drones: Amazon está trabalhando em seu próprio drone de projetos, concepção de aeronaves e de software. Ainda não tem uma Parte 135 isenção, mas a FAA diz sete aplicativos que estão pendentes, e o Amazonás é que se acredita ser um deles. O seu Primeiro Ar drones, divulgado em junho, pode levar cinco quilos, com um intervalo de 15 quilômetros.

* Inclui todas as FedEx entrega de unidades
** Inclui A Fedex Express, FedEx Ground.
# Inclui próprias e alugadas aeronave.

Newsletter-Amarelo-Linha-de 15

Este Drone Serviço de Entrega Foi inventada por um Médico Que Costumava Ser um Piloto

Um drone oferece as amostras do laboratório Wakemed Hospital em Raleigh, N. C.

o Cirurgião e o ex-piloto de Stuart Ginn trabalhou com Matternet e UPS para criar um drone programa de entrega que os correios amostras do laboratório médico de escritórios em Raleigh, N. C. Leia mais aqui. (história Principal continua abaixo.)

UPS YellowBar

A empresa conhecida como “Brown” pode ter uma constante, venerável verniz, mas a UPS transformou-se várias vezes no passado. Tudo começou em 1907, como a American Messenger Empresa, fundada com dinheiro emprestado por dois adolescentes, James Casey e Claude Ryan, que entregou notas, pacotes, e até mesmo refeições quentes, a maior parte a pé ou de bicicleta por toda a cidade de Seattle. A empresa lentamente se espalhou pela Costa Oeste, mudando seu nome para United Parcel Service, em 1925. Ele atingiu a Costa Leste em 1930 e começou ar regular serviço de transporte de carga em 1953, através de UPS Blue Label Ar.  

Abney foi com a companhia de 45 anos, ou 40% de sua longa existência. Seu primeiro trabalho o ajudou a pagar a faculdade no Mississippi’s do Delta State University. Movendo-se através das fileiras, Abney foi de Tennessee para New Jersey e Utah. Dirigiu-UPSás de ar de serviço de entrega, em seguida, correu a unidade internacional a partir de 2003, supervisão de aquisições que acelerou o seu crescimento em mercados internacionais, incluindo a China. A partir de 2007 e para os seis anos do antecessor Scott Davisões de posse como CEO, Abney foi o diretor de operações. 

Abneyões de ascensão tem sido alimentado por um enciclopédico compreensão das tendências globais e um a humildade e a capacidade de se conectar, diz Jeff Rosensweig, professor da Universidade Emory,ás pela goizueta Business School, que tem conhecido o CEO por décadas. “o David é a única pessoa que eu conheço, em qualquer profissão, quem pode dizer algo de útil sobre a maioria o mundoás 220 nações,” Rosensweig, explica. E “ele’s igualmente confortáveis de sentar com os associados que carregar e entregar os pacotes como ele é com os líderes das principais nações do mundo.”  

a Pé em Abneyás no quarto andar, escritório de UPS sede em Sandy Springs, Ga., perto de Atlanta, e você’ll ver o quão sério ele valoriza a tarefa de tanto sustentar e renovar a sua empresaões de cultura. Na parede em frente a sua mesa é um enorme quadro que paira sobre sua mesa de conferência seção. Parece um pouco como algo fora de criançasões de autor Richard Scarryões de livro Ocupado, Ocupado do Mundo. Um olhar mais atento mostra pontuações de cartoon-como figuras de realizar todos os tipos de tarefas que a UPS trabalhadores e seus clientes envolver-se em cada dia, em meio a blocos de texto explicando UPS valores, estratégias e segmentos de negócios. Em uma vinheta, os trabalhadores e os clientes estão usando novos aplicativos e ferramentas para rotear pacotes; em outro, caminhões de entrega são de enchimento com gás natural comprimido como combustível em vez da gasolina.

ões de uma ocupado, ocupado gráfico, um pouco difícil de tirar de uma vez por todas. Mas a grande ideia é enfatizar peças importantes na agenda de transformação. O gráfico combina elementos do velho e do novo UPS e traça o caminho a seguir, Abney diz. Ele teve versões distribuído para a UPS escritórios em todo o mundo. Olhar ainda mais de perto, e você’ll encontrar Abneyões de impressões digitais em todo o visor de vidro porque ele gosta de espetar em imagens específicas que pontos ele’s tentando fazer durante as reuniões. Ainda assim, o gráfico é mais de três anos de idade (ele é anterior Abneyás $20 bilhões de plano), e ele’s pronto para uma atualização. “Na transformação, nada mais do que cerca de três meses de idade pode começar a ficar datado,” Abney, diz.

Para ajudar a implementar a sua arte de parede, Abney virou-se para o Walmart. Um dos Abneyás maior e mais controversa mudança tem sido a de adicionar pessoas de fora para a empresaás 12-pessoa equipe de liderança sênior. Seu primeiro grande fora de aluguer: Scott Preço, que se juntou UPS do Walmart de dois anos atrás, como pela primeira vez, a “chefe de estratégia e de transformação oficial.” Preço tornou-se o ponto de pessoa sobre a revisão UPSões de processos e estrutura. Ele teve um papel semelhante no mundoões de maior retalhista, onde o seu título foi vice-presidente executivo de global de alavancagem, mas ele também sabe que o envio do mundo, tendo executado anteriormente DHLás da Ásia-Pacífico unidade. 

Preçoás breve inicial de Abney era encontrar lugares onde a UPS pode economizar dinheiro, de modo que ela poderia investir mais atrás de alguns grandes apostas. As apostas Abney queria fazer estavam na casa de entrega para o e-commerce especializado de saúde, entregas, ajudando pequenas e médias empresas competir online, e se expandindo em mais rápido crescimento em mercados internacionais. Nenhuma das apostas eram baratos, como Abneyás $20 bilhões de preço, claro, mas eles já foram impactantes.

Uma forma de pensar sobre a evolução da UPSões de negócio, Preço, explica, é a de considerar a unidade básica de transporte que a empresa pode acompanhar no trânsito. Durante décadas, a empresa concentrou-se no acompanhamento de padrão da indústria, caminhão à nossa tamanho de recipientes cheios de mercadorias. Como as operações de logística tem mais informatizado, a UPS pode acompanhar menor paletes de mercadorias. Agora, com sistemas de varredura em todo o sistema, como aqueles em Atlanta super-organização, a unidade de transporte é o Preço que chama “cadaás,” ou itens individuais que podem ser exclusivamente controladas em todo o mundo dentro de UPSás altamente automatizado de rede. “Nós’re down para cada um—o seu creme de barbear para a porta da frente,”, diz ele. 

Para os clientes, a cadaões de sistema traz maior flexibilidade também. Utilizando o UPSás mobile app, ele’s fácil de atraso de entrega ou redireccioná-lo para uma UPS store ou outro ponto de desembarque. Nos bastidores, a rede figuras de onde o pacote está no sistema e redireciona-lo, mesmo de contactar a entrega de controladores em tempo real, se necessário. A UPS tem ultimamente começou a incentivar os clientes através de um programa de recompensas na app para ignorar a entrega a domicílio em favor de pegar em suas lojas (mais barato para a empresa). 

Um madrugador que gosta de ir ao escritório, por 6 h, o Preço também é responsável pela UPSões de investimentos de capital de risco no Vale do Silício, cobrindo arenas tais como o drone startups, sustentabilidade e automação. Os empresários, há uma tendência a dormir um pouco mais tarde, ele’s encontrados. “Você diz, ‘Que’s satisfazer às 8 sárelógioá e eles olham para você como você’re a partir do espaço exterior,”, diz ele.

Para um cara focado no futuro, o Preçoás office—mesmo ao lado da porta para Abneyás—é adornada com uma impressionante variedade de velhas recordações, incluindo um 1876 bandeira Americana e 1826, cópia da Declaração de Independência, que reflete a sua fixação na história Americana. 

Segurando sua própria entre os itens mais antigos, no entanto, é um importante artefato: uma ­uma única página da FAA concessão UPS permissão para iniciar a sua comerciais drone programa. Ele foi o primeiro certificado que a agência concedido para a ampla escala de drones operações sob sua inovadora Parte 135 regra, e o Preço créditos UPSões de longa reputação como uma constante e confiável cidadão corporativo para ganhar o direito de voar experimental drones em previamente testados maneiras. “Eles foram pensativo sobre o que eles estavam indo para o prêmio a primeira companhia aérea oportunidade,”, diz ele.

UPS YellowBar

Um os projectos onde essa oportunidade está tomando forma, começa com um marrom caixa de metal sentado em um médicoás office em Raleigh, N. C. Decorados com apenas uma pequena UPS logo, a torradeira caixa de tamanho dificilmente se parece com a vanguarda de uma revolução tecnológica. Mas sempre que os pacientes em Raleigh Medical Park tem amostras de sangue ou urina tomados para análise, os tubos de fim de fluido em sacos de plástico para colocar na caixa. Em seguida, depois de uma hora, oito vezes por dia, de segunda a sexta-feira, um no-BREAK funcionário pega a caixa, anda fora, e atribui-lo para a parte inferior de um veículo aéreo não tripulado—mais conhecido como drone.  

a Partir de uma distância, este drone se parece com o de quatro pás quad helicóptero modelos populares com amador voando entusiastas. Mas de perto, ele’s maior—um muito maior. Chamado M2 e feita pela Califórnia inicialização Matternet, o artesanato é quase três metros de diâmetro e poderoso o suficiente para transportar carga com um peso máximo de 4,4 libras. Ele também carrega baterias pesadas que pode o poder voos de longa duração. 

uma Vez que a caixa é travada no lugar, o zangão aproxima quase em linha reta até 300 metros de altitude, em seguida, voa-se a uma almofada de aterragem metade de uma milha de distância, do outro lado do campus da WakeMed complexo hospitalar, o jogador central na rede de cuidados de saúde que inclui o medical park. No hospital, o zangão zoom para baixo, travando-se um sinal infravermelho na sua almofada de aterragem. Uma vez que’s no chão, outra UPS trabalhador pega a caixa e passeios dentro ao laboratório de patologia onde os fluidos fazer o teste. 

UPS01.20.vintage ceo
homem da Empresa: David Abney no uniforme para um de seus primeiros UPS postos de trabalho, no Mississipi, em 1977.

ões de uma viagem curta, mas ele’s já a ganhar dinheiro para a UPS: A empresa diz que’s a primeira geração de receitas comerciais drone serviço de entrega no país. Logo, a UPS irá dar outro grande passo, adicionando entregas para WakeMed de um médicoás office mais de 10 quilômetros de distância. A ideia é capturar um mercado totalmente novo para UPS no segmento de cuidados de saúde, onde os grandes provedores de necessidade de rápida e confiável serviço de entrega e não’t parecem ser excessivamente preço consciente. “Nós’re vai se expandir muito rapidamente,” Abney promessas. (O CEO vai deixar o piloto e os outros, porém, como ele caiu de sua própria drone em sua piscina ao tentar impressionar os seus netos.)

UPSás seguinte, mais ambicioso drone programa é parte de uma crescente parceria com a farmácia e a gigante do varejo CVS. UPS já fez um teste de entrega de prescrição itens a partir de uma CVS em Cary, N. C., para os consumidoresá casas, e que vai ampliar o esforço em 2020. (UPS também tem um novo acordo para permitir que o simples não-drone pacote de recolha e entrega no CVS armazena.) Outras experiências, mais de fruição, estão investigando se zangões podem executar algumas entregas quando lançado de cima ou de trás de uma UPS caminhão durante a sua rota diária, encurtar a distância que o caminhão de unidades. A empresa pensa maiores autónoma de artesanato também pode ser capaz de mover milhares de parcelas de cada vez a partir de seus próprios armazéns para os mais pequenos locais de distribuição. Que exigiria “provavelmente, como um avião Cessna, tamanho sábio,” diz Price.

Ainda, drone de entrega é no início do turno. Reguladores de haven’t) elaboram regras, mas para governar a maioria dos serviços comerciais, e apenas a forma como essas regras vêm de fora—juntamente com a rapidez que a tecnologia melhora—poderia determinar se UPSões de experimentos nunca se transformar em real, com fins lucrativos negócios. “não’t acreditamos que vai estar voando a centenas de milhares de drones fornecimento de alimentos para cães e coisas que nós entregamos todos os dias,” Abney diz. 

“Ele precisa ser rentável,” Preço concorda. Que’s por que as oportunidades em torno de entrega no mesmo dia dos mais valiosos bens—como medicamentos ou amostras de sangue—procure “muito convincente,”, acrescenta ele. “Ele pode ser o primeiro smartphone—ninguém podia imaginar, na medida em que aumenta a vida agora. A mesma coisa vai ser dito de 10 anos a partir de agora sobre drones.”  

UPS YellowBar

Nem todas as mudanças em UPSões de programa de transformação envolvem soluções de alta tecnologia que têm boa imprensa. Para o fundo de Abneyões de iniciativas de crescimento, mantendo o Wall Street feliz, o Preço tem se concentrado na redução de custos. Um início de 2018 plano de aposentadoria enviado de 2.000 a mais experiente de UPS gerentes de fora da porta, com as poupanças das partidas projetados em us $200 milhões de um ano. Esse movimento envolveu uma pequena fração da UPSás cerca de 500.000-pessoa força de trabalho global, mas inclui alguns dos mais bem pagos funcionários e desconcertada muitos que permaneceram. 

Ainda menos popular: um contrato de cinco anos com a UPSões de trabalhadores sindicalizados, que criou uma nova camada de trabalhadores que estão com salários mais baixos e que poderiam tirar de fim de semana, em turnos de como a empresa transição para a fazer mais entregas aos sábados e domingos. Uma pequena maioria de empregados sindicalizados votado em outubro de 2018, a não aceitar o contrato, mas sob as regras da união, dos quais dois terços teriam de votar “n” rejeitar o pacto.

UPSões de trabalho amigável reputação também foi testado pelo e-commerce da batalha e as longas horas em que ela exige. A Amazon e a FedEx usar inferior pagos contratados para muitos de entregas ao domicílio. Abney diz que alguns UPSers disse a ele que a empresa deve apenas permitir que os grandes clientes de aluguer de seus próprios contratados para o fim-de-semana entregas. “Minha resposta foi: ‘Ei, nós’re não vai ter de se preocupar com a segunda-feira a sexta-feira ou, se nós não’t transformação para os sete dias da semana,ç ”, diz ele.

Em uma empresa conhecida por seu centro de formação de talentos, Abneyões de vontade de aluguer de fora das fileiras, já não parece tão chocante como outrora. Um terço da UPSás de 12 pessoas equipa de gestão sénior é agora composta de pessoas de fora, incluindo o Preço. “eu nãoásei qual é esse número pode ser de cinco anos a partir de agora,” Abney diz. Mas ele enfatiza que ele’s a “ávido defensor” de promover a partir de dentro e que ele’s complementar, não substituindo, a prática. 

Apesar de as dores de crescimento, a UPS é a manutenção de sua liderança na entrega guerras—e Abney’s se move também pode ajudar a empresa a sustentam. A Amazon é provável que se mantenha mais de uma oportunidade para UPS que uma verdadeira ameaça, pelo menos para os próximos anos. Dave Clark, Amazonões de vice-presidente da América do Norte operações, liderando a entrega de empurrão, que ele’s disse que pode levar de três a cinco anos para frutificar. “Ele’s de um divertido lugar para se estar, para os próximos anos,” ele disse a Amazon trabalhadores em recente do pessoal de coleta, relatado pelo Business Insider. Mas a partir de agora, o Seattle juggernaut tem uma frota de mais de 20.000 trailers, um número igual de entrega local de vans, e menos de 50 aviões; a UPS tem cinco ou seis de vezes a quantidade de vans e possui cinco vezes como muitos aviões.

o Que’s mais, Amazonões de decisões para oferecer mais próxima-dia, as entregas e despejo FedEx têm beneficiado UPS financeiramente reforçando Abneyões de transformação plano, diz Hartford, Baird analista. Ele espera que os mutuamente benéfico coexistência persistir por algum tempo. “Amazon tem dado UPS a oportunidade para tornar sua rede mais flexível e rentável,”, diz ele. 

Como se vê, a trabalhar para a Amazônia pode tornar-UPS ainda melhor em competir com a Amazon. Abney diz UPS é tomar o que ele aprendeu de fazer Amazon’s do e-commerce entregas mais eficiente e usar essas lições para ajudar todos os seus demais clientes de varejo, principalmente pequenas e médias empresas. “A verdadeira chave é a de ajudá-los a competir com a Amazon,” Abney diz. “Nós nunca sacrificar a capacidade de satisfazer as necessidades dos clientes com base em um cliente. Ele’s tudo uma questão de equilíbrio.”

UPS YellowBar

de Volta para a Moto

UPS01.20.sidebar ebike
UPSões de novas mensagens de e-bike.

os Turistas em todo o Pike Place Market, em Seattle pode estar recebendo um sentido de século 20, déjà vu.

Que’s porque UPS, que tem o seu início na cidade em 1907, a entrega de cartas e encomendas por moto, está de volta na cidade entregando por pedal power novamente. UPSões de nova bicicleta de três rodas, um grande compartimento de carga na traseira, e um motor elétrico para auxiliar o UPSer fazer as entregas.

ás todos parte de uma rede global de avaliação de, agora em 30 cidades. A UPS espera que as motos vão reduzir a poluição e melhorar a prestação de serviços em áreas urbanas densas, evitando o tráfego de e (cada vez mais comum) veículo proibições que seria lento UPSás padrão marrom vans. Em algumas cidades, UPS, unidades de um grande trailer de tão perto quanto possível superlotadas zonas e, em seguida, terminar as entregas a pé ou de bicicleta e de.

UPS transformação chefe Scott Preço chegou ao pedal uma das e-bikes em uma recente viagem a Londres, mas ele não’t fazer qualquer real entregas. “eu era’t permitido na rua” pela empresa, lembra ele. “eu era’t na minha Marrons.”

Uma versão deste artigo será exibido em janeiro de 2020 problema da Fortuna com o título de “levantar e Entregar.”

—2020 Bola de Cristal: Previsões para a economia, a política, a tecnologia, etc.
—5 dos melhores no último minuto de idéias de presentes que você pode chegar antes do Natal
—7 empresas criadas nos últimos 10 anos, que você agora pode’t vivo sem
—Uma mesa-redonda de investir especialistas compartilhar seus melhores conselhos para 2020
—trabalhei na consultoria McKinsey. Aquiões como a empresa necessita de alterar, onde a inteligência artificial atende a indústria.

Uma vez mais chegamos ao final de um ano, e este é aquele momento que as pessoas utilizam para rever seus objetivos e traçar novas metas.

Em nossa última publicação de 2019, compartilho um método para um planejamento eficiente e duas ferramentas que criamos e que compartilho gratuitamente para traçar nossos objetivos e acompanhar.

Este post também é a estréia de uma ferramenta que vou passar a utilizar mais, que é Podcast. Todos nós temos pouco tempo para parar e ler um texto, por isto acho áudio tão eficaz. Resolvi adotar algo que utilizo no dia a dia no meu próprio negócio.

Caso prefira ler, não tem problema, todo áudio virá com a transcrição logo abaixo.

Escute o áudio

Prefere ler? Veja a transcrição do Podcast

Uma coisa que é muito legal sobre o tempo em que todos nós temos vinte e quatro horas por dia.

Não há nenhum lugar na terra onde a pessoa tenha mais tempo. Por exemplo, um lugar onde a pessoa tenha trinta horas, ou outro lugar onde ela tenha menos tempo. Então tempo acaba sendo uma questão de percepção e de planejamento. O resultado que você obtém, é diretamente ligado ao modo como você planeja a sua vida, como você executa aquilo que você planejou.

Por isso é muito importante que a gente possa fazer um planejamento adequado e ter uma visão clara do que você pretende atingir.

Chegamos mais uma vez ao final do ano e esse é aquele momento que as pessoas tiram para avaliar resultados, para ver se aquilo que elas gostariam de ter feito em dois mil e dezenove, realmente foi feito.

Também é o momento de traçar novos planos para dois mil e vinte, mas de nada adianta você definir vários planos se você de maneira recorrente, não atinge nenhum. Você com certeza conhece casos onde a pessoa quer perder peso, define que será dez quilos para poder ter um corpo mais saudável, passa um mês e a pessoa tem que agora perder quinze, não dá né?

Por isto, é importantíssimo que você tenha uma visão clara do que quer fazer, mas que você também tenha acompanhamento rotineiro para não acontecer isto, para não ser pego de surpresa e acabar desistindo das metas que você se coloca.

Metas são importantes também para que você possa obter da vida aqueles resultados que você tem como medida do seu sucesso. Sucesso é uma métrica subjetiva, mas é importante que você tenha uma visão clara do que é para você e defina um rumo, um caminho para chegar até lá.

Vou compartilhar aqui algumas ideias de planejamento e duas ferramentas , que é utilizo para fazer o planejamento anual.

Antes, quero dizer o que funciona para mim para criar metas factíveis.

Primeiro, não adianta definir um monte de objetivos. Não adianta colocar coisas que você sabe que não vai conseguir atingir. Sugiro que você escolha dez objetivos. Os mais importantes que você quer fazer em dois mil e vinte e depois que fizer isso, risque oito e reduza para dois.

Muitos objetivos fazem a metas fracassarem. Não adianta você querer fazer um monte de mudanças e ao final do ano, perceber que não fez nada.

Vamos supor que no começo do ano, seu objetivo era perder peso, ou, trocar de carro ou talvez conseguir um novo trabalho. O final do ano chega, e você vai ver que não fez nada.

Ai, em um rompante, brada aos ventos "Agora vai, agora é o ano da mudança!", se você não tiver uma visão muito clara, objetiva e concisa, isso não irá funcionar, por isto, sugiro que você escolha dois.

É importante também que a sua meta seja mensurável. Dizer "eu quero mais dinheiro para dois mil e vinte", não é uma meta, é um sonho.

O correto é dizer algo como, "quero dez mil por mês de renda extra em seis meses". Isso é uma meta , que permite que se trace o caminho para ver como é que você vai chegar lá.

Quebrar seu plano em pequenos pedaços, porque é muito mais fácil você fazer pequenas coisas no dia a dia do que colocar grandes metas que acabam, às vezes trazendo o desânimo.

Vamos supor que você queira juntar uma renda e deseje que ela seja de dez mil reais ao final de 2020. Juntar este valor de uma vez, pode ser complicado, mas se você guardar R$ 5 por semana, e a cada semana aumentar este valor em R$ 5, no final do ano, você terá quase sete mil reais na sua conta.

Há um livro chamado A Uma Coisa (link na descrição) onde o autor diz que o segredo para cumprir seus objetivos, e primeiro:

ter uma visão clara,

traçar metas por períodos,

Pensando nisso, decidi compartilhar uma ferramenta gratuita que criamos. É uma planilha que permite uma visão do seu ano inteiro de dois mil e vinte, uma maneira muito simples, permite quebrar em pequenas etapas aquilo que você deseja fazer.

Abaixo há o link para a planilha e também o vídeo de como utilizar. Também inclui uma ferramenta que permite perceber o que é prioritário para o seu projeto avançar.

Espero que este post ajude, e se você gostou, compartilhe!

Aproveito para desejar um excelente 2020


Vídeo Planejamento estratégico


Links úteis

livro "A única Coisa" : https://amzn.to/2QxQfJT

???? Planilha Planejamento Estratégico 2020

???? Planilha Método RICE 2020

O que é um funil de vendas?

Um funil de vendas é um sistema que busca limitar as escolhas das pessoas que procuram por um determinado produto ou serviço online, mas, porque fazer isto? Qual é a vantagem em ter um funil de vendas? É necessário ter um funil de vendas? Ele aumenta sua taxa de conversão?

Acredito que o problema na jornada de compra é muito relacionado ao processo no qual seus potenciais clientes se vêm envolvidos ao procurar um produto ou serviço. O primeiro contato que um cliente tem com seu negócio, produto ou serviço, em geral, é seu website, e isto pode ser um problema.

Antes de mostrar o motivo pelo qual isto pode ser um problema, e, porque um funil de venda é a solução, quero remeter você a uma experiência rotineira, pois, transportar este conceito direto para um website, pode ser pouco ilustrador. Vamos imaginar que você tenha uma festa de um amigo que adora livros, e decide comprar um para dar de presente. Perto da sua casa há uma pequena livraria que você adora, mas, o lugar é um pouco desorganizado.

Webdesign e Tecnologia com foco em Comércio Eletrônico

Escritório

Rua Haddock Lobo, 595
C8RQ+P9
São Paulo - SP
CEP 01414-002
Brasil
Inscreva-se e fique sabendo antes as principais técnicas e ferramentas para desenvolver seu comércio eletrônico.
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram